Vereadores reivindicam a conclusão da Transaçoriana

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
Crédito: Divulgação.

A Câmara Municipal de Portão, por meio do presidente, Diego Martins (MDB), e dos vereadores Alexsandro Argenta (MDB), o Leco; e Paulo Ricardo Bonini (Progressistas), reivindicaram na quarta-feira, 30, ao governo estadual a conclusão da Rodovia Transaçoriana, estrada que liga Portão com Nova Santa Rita e Capela de Santana. “Faltam pouco mais de cinco quilômetros de asfalto para que o trecho portonense chegue ao limite com Nova Santa Rita, onde tudo está pavimentado até a BR-386 desde junho de 2014”, disse Diego ao secretário estadual de Infraestrutura e Logística, deputado Juvir Costella.

Segundo ele, a demanda é de importância regional e tem grande potencial de puxar o desenvolvimento de Portão e cidades vizinhas. “Temos focado nosso trabalho em questões capazes de fazer nosso município progredir, saindo desta estagnação em que nos encontramos há anos.”

Leco argumentou que completa pavimentação da Transaçoriana criaria uma rota asfaltada entre o Vale do Sinos e a Grande Porto Alegre, o que também contemplaria veículos procedentes do Vale do Caí, da Serra e arredores, já que seria uma alternativa à congestionada BR-116. “Soma-se a isso uma antiga reivindicação dos moradores da Sanga Funda, que ‘comem’ poeira e barro a vida inteira, mas principalmente depois que se intensificou o fluxo de caminhões pela localidade”, argumenta.

Bonini, por sua vez, afirmou que outro ganho, segundo ele, seria uma melhor infraestrutura para o escoamento da produção agrícola local e regional, assim como tornaria a área mais atrativa a investimentos, porque “asfalto é sinônimo de progresso”. Como exemplo, ele citou que no trecho asfaltado da Transaçoriana está em instalação um condomínio residencial de luxo.

Costella explicou que a determinação do governo Eduardo Leite (PSDB) é concluir todas as obras estaduais que estão em andamento. “Não irei começar nada que não poderei entregar”, disse o secretário dos Transportes, que ainda assim garantiu que a demanda levada pelos vereadores de Portão será colocada como prioridade de sua pasta.

 

Atração de empresas

Leco fez um apelo para que o secretário Juvir Costella assine termo de cedência de terreno do Estado do Rio Grande do Sul em favor do Município para instalação de novas empresas. A área possui dois hectares e fica na margem da ERS-240, na Vila Aparecida, onde antigamente funcionava a Capatazia da 1ª SR do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer). Em 2016, o local foi formalmente colocado à disposição de Portão para a construção de um espaço de lazer, mas o projeto não avançou até agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + 15 =