TV JORNAL RS – Estância Velha começa a vacinar pessoas com 59 anos que possuem comorbidades

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

“Só sairemos desta crise de uma maneira, que é através da vacina”, defende prefeito Diego Francisco 

Reportagem da TV Jornal RS esteve no local – Crédito: Max Machado/TV Jornal RS

Com o aval do Ministério Público, a Prefeitura de Estância Velha decidiu iniciar, na terça-feira (20), a vacinação de pessoas com comorbidades com 59 anos. A vacinação acontece nos oito postos de saúde do município. Somente nas primeiras quatro horas de vacinação, 92 pessoas que se encaixam nesta situação se vacinaram. A TV Jornal RS exibiu reportagem especial sobre o tema. 

A decisão da Prefeitura foi tomada no início da noite de segunda-feira (18), após reunião do prefeito Diego Francisco com a coordenadora da Vigilância em Saúde, Eliane Fleck. “Vamos avançar no nosso plano, que já estava pronto desde a semana passada. Para nós, o melhor lugar da vacina é no braço dos estancienses e não guardada em uma geladeira”, disse Diego. O prefeito também ponderou que Estância Velha corre contra o tempo quando o assunto é a imunização da população. “A gente sabe que só sairemos desta crise de uma maneira, que é através da vacina” 

A coordenadora da Vigilância, Eliane Fleck, destaca que Estância Velha decidiu, estrategicamente, diminuir a faixa etária das pessoas com comorbidades que serão vacinadas neste primeiro momento. “Fizemos isso pensando na segurança do processo, já que as exigências documentais serão maiores neste momento”, justificou. 

Aval do Ministério Público 

Na tarde de segunda, o prefeito Diego, o procurador-geral do Município, Matheus Costella Menegussi, e a equipe gestora da Secretaria de Saúde, participaram de uma reunião convocada pelo Ministério Público. 

O promotor Bruno Amorim Carpes quis entender a polêmica envolvendo o início da imunização das pessoas com comorbidades no município, que na última sexta-feira foi impedida pelo Governo do Estado. A Prefeitura apresentou dados e prestou os esclarecimentos necessários.

Após a reunião, o Ministério Público enviou uma recomendação à Prefeitura dando aval para que o Município desse segmento ao Plano Municipal de Vacinação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *