Rainha negra Maria Tereza Joaquina é tema de palestra no Arquivo Público.

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
Historiador analisa a cultura negra e o ritual que indicou Maria Tereza como monarca no século 20. Crédito: Reprodução.

A trajetória da rainha negra Maria Tereza Joaquina (1887-1980) é o tema de palestra a ser ministrada dia 16 de maio (quinta-feira), a partir das 14h, no auditório do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (Apers).

O estudo, apresentado pelo historiador Rodrigo de Azevedo Weimer, analisa a cultura negra e o ritual que indicou Maria Tereza como monarca no século 20, além de abordar os diferentes rumos tomados por ex-escravos, suas famílias e descendentes em área rural do Litoral Norte gaúcho.

Na palestra, o Weimer discute ainda protagonismos e lugares de destaque construídos por uma mulher negra em uma sociedade pós-abolicionista, na qual a misoginia e o racismo eram ainda mais intensos.

Rodrigo de Azevedo Weimer tem graduação em História – licenciatura e bacharelado – pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) mestrado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense. Cursou estágio-sanduíche na École des Hautes Études en Sciences Sociales e estágio pós-doutoral na Unisinos. Atualmente é historiador no Apers. Trabalha principalmente com temas como pós-abolição na História do Brasil, campesinato negro, remanescentes de quilombos e memória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 3 =