Portão – Leco lamenta que Executivo não colocará pediatra no Hospital

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Parlamentar teceu críticas a administração municipal

Leco criticou decisão do Executivo – Crédito: Marcelo Fiori/CMP.

Alexsandro Argenta (MDB), o Leco, lamentou na sessão da Câmara, na noite de segunda-feira (30), que o governo municipal não irá atuar para colocar um pediatra no plantão do Hospital de Portão. “Nos reunimos com o prefeito Renato hoje [ontem] e ele disse que não vai colocar o médico conforme prometido no plano de governo. Ele disse que será colocado um segundo plantonista no hospital, mas não um pediatra”, lamentou o emedebista.

Diante de vereadores e de mães que querem um especialista para atender seus filhos, o prefeito disse que seria contratado um emergencista para o plantão do HP. “A Câmara de Vereadores se dispôs, ainda o mês de maio deste ano, a custear 50% de um plantão pediátrico no hospital. O prefeito disse na ocasião que nos convocaria para uma reunião, mas até hoje isso não aconteceu”, relatou Leco.

O emedebista argumentou, ainda, que ontem o presidente da Câmara, Diego Martins, disse que disponibilizaria R$ 1 milhão se o prefeito assumisse o compromisso de colocar um pediatra no HP. “Infelizmente, o prefeito recusou”, disse o parlamentar.

Para Leco, é importante que esse segundo plantonista do hospital seja qualificado para atender crianças e não as encaminhe para Estância Velha ou São Leopoldo, como muitas vezes ocorre. Na reunião ontem com os pais e os vereadores, o chefe do Executivo afirmou que o atendimento pediátrico será ampliado pela Secretaria da Saúde a partir da inauguração do Centro de Especialidades Médicas, no bairro Portão Novo. Ainda assim, o plantão será apenas de segunda a sexta-feira, até às 22h.

 

Limpeza da cidade

Em seu discurso, o vereador também enalteceu a 18ª Volksfest, porque o evento faz com que, por um lado, a área central da cidade esteja limpo, pintado, organizado e estruturado, mas de outro, os bairros ficam em compasso de espera. “Os visitantes que vierem a Portão ficarão de boca aberta, porque o município está muito bonito. Tem que tirar o chapéu para o Executivo. Porém, não visitem os bairros.”

Na visão dele, o ideal seria a Volks ocorrer cada mês em um local diferente da cidade, porque assim a Administração Municipal resolveria os problemas que perduram nos bairros.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + quinze =