Jair Wingert encaminha projeto sugestivo a deputado Issur

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
Crédito: Divulgação.

Na última semana, antes da Convenção Municipal de Progressistas de Campo Bom, o vereador recebeu em seu gabinete a visita do deputado estadual Issur Koch que é professor e músico e atualmente é o representante dos Progressistas da região do Vale do Sinos na Assembleia gaúcha. O deputado esteve acompanhado do jornalista Mário Selbach (que é uma lenda em termos de assessoria politica no Rio Grande do Sul). Um encontro que primou pela forma intimista e a troca de ideias e estreitamento de laços a partir de uma parceria que começa a ser firmada. “Nós carecemos deste contato com a Assembleia e o Issur hoje é o representante do Vale”, ressalta Wingert.

Projeto sugere que provas de concurso público, vestibular não sejam realizadas aos sábados, beneficiando assim aos guardadores do Sábado Bíblico.

O vereador do PP encaminhou ao deputado um projeto sugestivo para que a assessoria estude a possibilidade de desenvolver um projeto de Lei que proíbe a realização de provas de concurso ou processo seletivo para provimento de cargos públicos, exames vestibulares das universidades públicas e privadas, bem como a aplicação de provas em estabelecimentos de ensino fundamental, médio ou superior, aos sábados, beneficiando assim aos guardadores do sábado Bíblico. O vereador entregou uma cópia do projeto sugestivo, lembrando que esta Lei já existe no Estado de Santa Catarina e São Paulo. O parlamentar do PP enfatiza “Em casos em que seja inviável a realização de tais certames entre o domingo e a sexta-feira, o projeto abre uma exceção para que a prova ou processo seletivo seja aplicado aos alunos ou candidatos que alegarem motivo de crença religiosa após as 18h do sábado. “A guarda em questão, que importa em santificar o dia de sábado, tem impedido inumeráveis pessoas de exercerem, para não violar sua crença, direitos básicos como sua atividade estudantil e acesso a cargos públicos por meio de concursos”, justificou o jornalista que está vereador. O parlamentar ressalta que a liberdade religiosa é um dos direitos essenciais do homem e que deve ser preservada pelo Estado Democrático de Direito. “A Constituição Federal de 1988 contempla a liberdade religiosa no seu art. 5º, VIII, no qual destaca a preocupação de conciliar as obrigações e anseios naturais do indivíduo com a preservação de sua crença”, assegura o progressista que vai além em sua analise: “De acordo com o parágrafo VIII, “ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei”.

Em Campo Bom provas não são realizadas aos sábados

Em Campo Bom esta Lei já existe e é de autoria do ex-vereador Casquinha e foi sancionada pelo ex-prefeito, hoje deputado Giovani Feltes. Em Campo Bom as provas são realizadas aos domingos desde 2004. Espero que o deputado Issur analise com carinho este pedido que vai beneficiar mais de 300 mil guardadores do sábado no Rio Grande do Sul, entre adventistas, anabatistas, sabatistas, batistas do sétimo dia e comunidade judaica. O deputado Issur Koch ressaltou a importância do projeto e salientou que conhece a obra adventista, a mensagem de saúde que a IASD possui, bem como, a qualidade da rede de escolas adventistas no mundo. O deputado do PP, Issur foi aluno do Colégio Adventista de Novo e atualmente seu filho é aluno do educandário. O deputado que é professor e músico se comprometeu com o vereador de realizar junto à assessoria de seu gabinete um estudo para viabilizar este projeto de Lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − catorze =