Inaugurado novo prédio do Cras e do Creas de Campo Bom

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
Crédito: Divulgação.

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Campo Bom, contam agora com uma nova estrutura que oferece mais qualidade no atendimento, mais acessibilidade e mais conforto para os usuários. O prefeito Luciano Orsi e o secretário Municipal do Desenvolvimento Social e Habitação, Eduardo Assmann, acompanhados de diversas autoridades, da comunidade e de usuários dos dois serviços, inauguraram na tarde desta quinta-feira, 13, o novo espaço. O novo prédio conta com cerca de 1.300m² de área de área construída e mais de 1.000m² de área externa, e fica localizado  na rua Rui Barbosa, 197, Centro.

Crédito: Divulgação.

Segundo Orsi, a ação faz parte do projeto Avança Campo Bom, como um dos itens do programa Campo Bom Vivendo Melhor. “Esses dois serviços, fundamentais para a comunidade, se encontram agora num prédio totalmente adaptado, de forma a proporcionar a integração social, além de fortalecer os vínculos familiares e comunitários com foco principal em famílias que necessitam da Assistência Social, seja por dificuldades financeiras, sociais ou emocionais. Outro destaque é que o valor da locação do novo prédio é inferior a soma do valor pago pela locação dos dois espaços que eram utilizados anteriormente para abrigar estes serviços, gerando assim, além de qualidade de atendimento, economia aos cofres públicos”, destacou o prefeito.

“É possível perceber na expressão de usuários e dos servidores a felicidade de poder contar com esse novo espaço, uma fora de proporcionar bem-estar social, fortalecer o sentimento de pertencimento e promover a valorização das pessoas da comunidade”, define Assmann.

Crédito: Divulgação.

Cras

O espaço onde está localizado o Cras conta com 15 salas individuais que garantem mais privacidade, auditório para eventos e palestras. Ainda conta com banheiros acessíveis e com trocador.

O Cras, é uma das principais unidades do Sistema Único de Assistência Social. Nele, a população tem acesso a benefícios, programas, políticas públicas e direitos previstos na Constituição Federal. Os encontros são semanais onde são desenvolvidas atividades físicas, de música, dança, teatro, cidadania e trabalhos manuais entre outros, através de uma equipe interdisciplinar.

As famílias também podem procurar o Cras e fazerem seu registro no Cadastro Único para Programas do Governo Federal. Esse é o ponto de partida para participar de programas como, por exemplo, o Bolsa Família. As unidades oferecem ainda o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), iniciativa que engloba ações como atendimentos às famílias, visitas domiciliares, orientações e encaminhamento a outros serviços do governo federal, como os de saúde e educação.

São atendidos em média 700 famílias por mês e são liberados em média cerca de 150 benefícios eventuais no mês.

Crédito: Divulgação.

Creas

Já o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) é uma unidade que atende indivíduos e famílias que se encontram em situação de violação de direitos em decorrência de maus tratos, negligência, abandono, discriminação, entre outros. Cerca de 250 pessoas são atendidas por mês no Creas.

O atendimento é realizado por uma equipe multiprofissional articulado com a rede socioassistencial e o sistema de garantia de direitos como: Poder Judiciário, Ministério Público, Conselho Tutelar, entre outros. O Creas tem como objetivos assegurar proteção social especial com atendimento técnico multiprofissional às pessoas em situação de violência, visando sua integridade física, mental e social; além de fortalecer os vínculos familiares e a capacidade protetiva da família.

O Creas está localizado junto ao Cras mas com entradas distintas. O espaço destinado ao Creas conta com 9 salas, banheiro privado e exclusivo (com sanitários, pias e chuveiros) além do refeitório onde são preparadas 2 refeições diárias, sendo que atualmente são 30 pessoas em situação de rua cadastradas e que utilizam o espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 18 =