Governo espera que quarentena no RS se estenda até o final da próxima semana

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Eduardo Leite abordou assunto em transmissão ao vivo via redes sociais

Governador abordou assuntos em sua live diária – Crédito: Reprodução Redes Sociais

Em transmissão ao vivo via redes sociais da página do Governo do Estado na tarde desta quinta-feira (26), o Governador Eduardo Leite abordou medidas administrativas para empresas do Rio Grande do Sul.

Entre elas, estão a suspensão do encaminhamento de dívidas a protesto e inclusão no Serasa, apresentação das garantias do parcelamento e suspensão da inclusão de empresas no regime especial de fiscalização e o cancelamento de intimações para comparecimento presencial.

Eduardo Leite ainda anunciou que, em parceria com Fecomércio, Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) e Federasul, a Receita Estadual também publicará, em breve, no aplicativo Nota Fiscal Gaúcha, uma consulta de empresas que entregam produtos à domicílio e sua respectiva localização, serviço importante para efetividade do distanciamento social e prevenção ao vírus. A lista deve incluir estabelecimentos como mini mercados, farmácias, padarias e ferragens, exemplos de locais que fazem entrega em casa. Nos próximos dias, também devem ser ofertadas, no Portal Receita Dados, informações sobre a movimentação setorial da economia gaúcha com base nos dados na Nota Fiscal Eletrônica (NF-e).

Saúde

Na área da saúde, o governador frisou a criação de 95 leitos de cuidados prolongados. “Os leitos terão um custo de aproximadamente R$ 600 mil. Com isso, teremos a abertura de espaço para leitos de urgência e emergência que sejam necessários para o tratamento do Coronavírus”, afirmou.

Quarentena  

Leite ressaltou ainda que a previsão é de que a quarentena se estenda até o final da próxima semana. De acordo com o Governador, o encerramento das restrições deve ser feito com base em dados científicos. “A partir dos dados oficiais veremos se podemos fazer a abertura gradual do comércio e de outros serviços que estão suspensos no território estadual”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =