ESTÂNCIA VELHA – Prefeito Diego unifica 16 decretos em um e flexibiliza normas sanitárias

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Decreto é uma adesão a cogestão da Associação de Municípios do Vale do Rio dos Sinos 

Diego Francisco flexibiliza normas sanitárias – Crédito: DeCom Estância Velha

O prefeito Diego Francisco assinou um novo decreto que unifica em apenas um documento as 16 normativas de enfrentamento à Covid-19 existentes em Estância Velha, desde o ano passado. O novo decreto, assinado no final da tarde desta terça-feira, também flexibiliza as normas sanitárias vigentes e coloca o município em pé de igualdade para aquilo que já é uma realidade em demais cidades do Vale do Sinos.

Ao assinar o documento, o prefeito tratou de explicar que se trata, sobretudo, de uma adesão ao decreto de cogestão da Associação de Municípios do Vale do Rio dos Sinos (AMVARS). “Estamos trazendo mais clareza às normas, para que a população possa analisar e interpretar melhor. Estes protocolos são da AMVARS e estão sendo utilizados desde o final do ano passado pelas cidades da região. Apenas estamos nos adequando”, colocou. Diego Francisco também observou que em Estância Velha as coisas estavam funcionando sem ter um decreto atualizado. 

Precauções  

Apesar do início da campanha de imunização da população (grupos prioritários) e do processo de flexibilização de algumas atividades, a administração ressalta que a luta contra o novo coronavírus ainda não foi totalmente vencida. Por isso, o próprio decreto assinado pelo prefeito nesta semana chama a atenção para a necessidade de se manter alguns protocolos sanitários mínimos, que consistem na manutenção do distanciamento de até dois metros entre as pessoas, a obrigatoriedade do uso de máscara facial e o pedido para que a população siga higienizando as mãos com álcool gel 70% rotineiramente.

Principais alterações  

– Restaurantes, bares e lancherias: podem funcionar sem restrição de horário. Os locais com buffet não precisam mais fornecer luvas aos clientes, desde que o local disponibilize álcool gel.

– Eventos infantis (em buffets, casas de festas ou similares): festas liberadas com até 70 pessoas e duração máxima de 4 horas.

– Eventos sociais e de entretenimento em buffets, casas de festas, casas noturnas, bares e pubs (em ambientes fechados): festas liberadas com até 70 pessoas e duração máxima de 4 horas.

– Eventos sociais e de entretenimento em buffets, casas de festas, casas noturnas, bares e pubs (em ambientes abertos): festas liberadas sem limitação de público, mas com duração máxima de 4 horas.

– Academias, piscinas, centros de treinamento e estúdios: podem funcionar com 50% dos funcionários e uma pessoa a cada 10m².

– Clubes esportivos e sociais (sociedades): podem funcionar com 50% dos funcionários e 50% da capacidade, com uma pessoa a cada 10m².

– Competições esportivas: podem acontecer, mas sem público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *