ESTADO – RS apresenta tendência de queda em ocupação de UTIs e casos de infecção por Covid-19

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Epidemiologista alertou que mesmo com redução da contaminação, há risco de novas ondas 

Taxa de ocupação das UTIs em Porto Alegre nesta quarta-feira era de 92,90% – Crédito: CP

O mês de março foi o mais complicado da pandemia no Rio Grande do Sul. Tanto do ponto de vista da letalidade e da disseminação do coronavírus, quanto da capacidade do sistema hospitalar. A maioria das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Estado operava com lotação acima de 100% no mês passado. Porém, de acordo com o epidemiologista e gerente de risco do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e professor de Epidemiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Ricardo Kuchenbecker, há tendência de queda dos casos de infecção no Estado desde o final de março e início de abril, assim como há redução, em relação a leitos de internação e leitos de terapia intensiva, nas últimas três semanas. 

“Por ora, é possível dizer que há tendência de queda em função das sucessivas bandeiras pretas praticadas ao longo das últimas cinco semanas, mas esta estabilização ainda ocorre em patamar muito elevado seja de casos novos, de internações, de uso de leitos críticos e óbitos”, destacou. 

Redução 

Conforme Kuchenbecker, há uma redução, mas ainda em vigência de patamar muito elevado, o que pode gerar novas elevações em poucos dias. “Isto significa sim risco de novas ondas, sobretudo de considerarmos o papel das infecções pela variante P1, que gera mais infecções e infecções com maior quantidade de vírus para cada infecção, provável razão do aumento exponencial de internações em enfermarias e em leitos de UTI desde fevereiro”, explicou.

Ocupação nesta quarta  

No Rio Grande do Sul, a taxa de ocupação das UTIs era de 86,8% na tarde desta quarta-feira (21). Dos 3.383 leitos disponíveis, 2.933 estavam ocupados. O número de internações relacionadas à Covid-19 representavam 77,63% do total. Deste total, 1.956 pacientes tinham diagnóstico positivo da Covid-19 e outros 108 aguardavam os resultados dos exames para confirmar ou não a presença da doença. Dessa forma, as internações relacionadas ao novo coronavírus representavam 74,22% do total de pacientes em UTIs em todo o território gaúcho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *