ESTADO – Carrefour deposita R$ 1 milhão a viúva de homem negro morto em filial porto-alegrense da rede

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Depósito ocorreu de forma deliberada e visa a acordo extrajudicial  

Velório ocorreu em novembro de 2020 – Crédito: Divulgação

O Grupo Carrefour Brasil depositou nesta quarta-feira (28), deliberadamente, R$ 1 milhão para Milena Alves, viúva de João Alberto Silveira Freitas, cidadão negro espancado por seguranças de uma unidade do supermercado em Porto Alegre, em novembro de 2020. O depósito, segundo a empresa, foi feito em uma conta criada com a finalidade de consignação extrajudicial. O valor já está disponível para Milena, única familiar que ainda estava com a negociação de indenização em aberto. 

Porém, o advogado Carlos Barata, que representa Milena, diz que o “valor não corresponde com o valor pedido pela viúva” e que ele será negado. “Não fomos intimados sobre o assunto, somente escutado a informação pela imprensa. Esse tipo de informação só demonstra a falta de respeito do Carrefour com a viúva, pois foram carrascos e agora estão sendo os próprios julgadores do caso, determinando o valor a ser pago”, salienta. 

Valor  

De acordo com o Carrefour, a quantia é a soma do patamar máximo por danos morais fixado pelo Supremo Tribunal de Justiça para casos como este e de um valor referente aos danos materiais, independentemente da comprovação que seria necessária em caso de litígio, e que geraria novos custos à viúva.  

A empresa ainda depositou R$ 100 mil extras diretamente na conta bancária de Milena para gastos mais urgentes da viúva. Ela já vinha recebendo auxílio para despesas com acompanhamento psicológico, mas negou os valores oferecidos em audiências anteriores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *