Conmebol apura briga e analisa punições a expulsos no Gre-Nal da Libertadores

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Entidade avalia situação mesmo com recesso da competição continental

Briga generalizada ocorreu nos minutos finais do segundo tempo – Crédito: Grupo Press

A Libertadores está suspensa ao menos até o dia 5 de maio, devido à pandemia do coronavírus. Mas a Conmebol segue os trabalhos em sua Unidade Disciplinar e analisa que punições serão aplicadas aos oito expulsos na briga generalizada que encerrou o primeiro Gre-Nal da história na Libertadores, com empate em 0 a 0 na Arena.

No clássico, houve uma verdadeira batalha campal na Arena. Os ganchos podem ser severos a Grêmio e Inter, após as expulsões de Paulo Miranda, Luciano, Caio Henrique e Pepê no lado gremista, e de Víctor Cuesta, Moisés, Edenílson e Praxedes no lado colorado.

O Código de Disciplina da Conmebol prevê suspensões que podem ultrapassar os cinco jogos. Assim, eles podem ser suspensos de todo o restante da fase de grupos.

O prazo para que a dupla Gre-Nal apresente a defesa vai até a próxima sexta-feira (27). Além das defesas, os clubes podem solicitar também a marcação de uma audiência por videoconferência para se defender das punições. Caso contrário, a entidade analisará o tema com as provas já disponíveis antes de tomar a decisão.

O artigo 16 do Código de Disciplina da Conmebol prevê punições severas em casos de expulsões por discussões, brigas ou condutas antidesportivas.

Expulsões

O primeiro Gre-Nal da história virou o segundo jogo com mais expulsões na Libertadores – foram oito, quatro para cada lado. A briga eclodiu aos 40 do segundo tempo, após uma dividida entre Moisés e Pepê perto da linha lateral.

Os atletas se estranharam e trocaram xingamentos. Em vez de conter os ânimos, titulares e reservas colocaram mais lenha da fogueira e iniciaram uma confusão generalizada. Os dois que iniciaram a briga foram expulsos, assim como Edenilson e Luciano, que trocaram as primeiras agressões.

Após o empate no Gre-Nal, Inter e Grêmio dividem a liderança do Grupo E com quatro pontos – o Colorado leva vantagem no saldo de gols e fica em primeiro. Resta saber quando a competição será retomada, devido à suspensão pela crise do coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + dezessete =