Como antecipar legalmente o auxílio emergencial e o FGTS

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Trabalhadores podem usar mecanismos seguros, grátis e legais para movimentar os recursos depositados na poupança digital 

Auxílio pode ser antecipado de forma legal – Crédito: Divulgação

RENAN SILVA NEVES 

Os dependentes do auxílio emergencial e do saque do FGTS enfrentam, desde a última semana, problemas com o aplicativo Caixa Tem, plataforma disponibilizada pela Caixa Econômica Federal. Segundo relatos, a fila de espera para acessar o aplicativo pode durar horas. Além disto, não está o liberado o saque ou a transferência do valor no momento. 

Em reportagem especial, a equipe do Jornal RS pesquisou alternativas que o cidadão pode utilizar. São manobras legais e gratuitas para antecipar o saque dos recursos em dinheiro ou mesmo transferir para outros bancos. O usuário poderá usar ferramentas como boletos e o cartão virtual.

De acordo com o Governo Federal, o impedimento dos saques em dinheiro e das transferências é uma forma de evitar aglomerações nas agências, fenômeno que aconteceu no início dos pagamentos do auxílio emergencial. 

Na última semana, a Caixa disponibilizou um superlote da renda mínima. Os valores ajudam informais a terem como sobreviver durante a crise. Há uma semana também tem creditado os valores de até R$ 1.045,00 alusivos ao FGTS. Já receberam os nascidos em janeiro e fevereiro. Porém, para esses dois grupos só é possível usar o saldo para pagar contas e fazer compras.

Aplicativos financeiros  

Uma das saídas para burlar as restrições é apostar nos aplicativos financeiros. Nestas plataformas, é possível migrar o dinheiro sem cometer qualquer infração para apps como PicPay ou Mercado Pago, por exemplo. Também é possível transferir para outras contas digitais por meio da geração de boletos. Muitos bancos permitem aos seus clientes emitirem boletos para depositarem dinheiro em suas contas-corrente.

Como Fazer 

MERCADO PAGO  

É possível fazer a transferência por meio do cartão de débito virtual com os seguintes passos:

  • Primeiro abra o aplicativo Caixa Tem;

  • Selecione o Cartão de Débito Virtual;

  • Copie os dados do cartão e gere um código de segurança; 

  • Depois vá ao aplicativo do Mercado Pago. Se não tiver uma conta, é preciso abrir; 

  • Selecione a opção adicionar dinheiro; 

  • Escolha o cartão virtual do Caixa Tem; 

  • Defina o valor que deseja transferir, coloque os dados do cartão e confirme o valor a ser depositado; 

NUBANK OU OUTRAS CONTAS DIGITAIS  

Acesse sua conta pelo aplicativo e clique em depositar por boleto. Informe o valor que quer depositar e conclua. O boleto será gerado. Agora é só pagar a fatura criada no Caixa Tem. O dinheiro muitas vezes demora uns três dias úteis para entrar na conta-corrente.

PICPAY  

A pessoa tem duas opções: a primeira é por boleto. É possível depositar valores gerando no app um boleto que poderá ser pago no Caixa Tem. O valor fica disponível em até dois dias úteis. Só atenção: muitas pessoas estão reclamando da demora para que os valores sejam creditados no aplicativo. A empresa alega que o prazo maior tem relação com o aumento do número de pessoas que estão usando o app. A segunda opção é por meio do cartão virtual da Caixa. 

  • Primeiro é preciso acessar o aplicativo da Caixa e selecionar a parte de cartões; 

  • Depois selecione no app a opção Cartão de débito virtual Caixa; 

  • Digite o valor que quer adicionar; 

  • Depois entre no Caixa Tem e copie os dados do cartão e gere um código de segurança; 

  • Confirme o valor quer depositar e finalize a transação; 

Se for fazer o saque em banco 24 horas, é preciso ter atenção: o aplicativo está autorizando apenas dois resgates de graça por mês. Além disso, é preciso, nesse caso, respeitar o cronograma da Caixa.

PAGBANK  

Assim como o PicPay, o sistema oferece duas formas de depósito dos recursos. Uma via boleto e outra via cartão virtual. Por boleto, é preciso acessar o aplicativo PagBank e entrar na opção adicionar dinheiro, gerando um boleto bancário. Coloque o valor e depois vá até o Caixa Tem e pague essa fatura gerada. 

A outra alternativa é por cartão virtual. É preciso ir em adicionar dinheiro e escolher o cartão de débito virtual Caixa. É preciso adicionar o cartão, informando o número e o código de segurança. Por segurança, o app faz uma cobrança de teste, mas estorna o valor em 24 horas para a conta da Caixa. Depois disso, é necessário adicionar o extrato do cartão no Caixa Tem e colocar os valores cobrados pelo PagBank. Após essa etapa, é necessário voltar ao app PagBank e ir novamente a adicionar dinheiro. Informe o valor a ser depositado e o código de segurança que você pegou no Caixa Tem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 3 =