Com diploma nas mãos, jovens da formação laboral vão à luta

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
Crédito: Divulgação.

“Já sou profissional no corte de cabelos. Nos fins de semana atendo familiares, vizinhos e amigos. Dá para ganhar uma graninha, mas o que quero mesmo é abrir um salão.” O depoimento é do jovem Luiz Guilherme Leão, de 17 anos, que recebeu na tarde de terça-feira, 29, o diploma e o material de trabalho da oficina de formação laboral do curso de corte de cabelos.

Para auxiliar na busca pelo mercado de trabalho, cada aluno recebeu um kit com materiais de trabalho. “Essa é uma forma da Prefeitura retribuir a confiança dos estudantes que frequentaram as aulas e aprenderam uma profissão durante esses cursos. Esperamos que cada um utilize da melhor maneira possível os seus ensinamentos e que tenhamos cada vez mais bons profissionais em nosso município”, disse o secretário da Segurança, general Roberto Jungthon, que acompanhou a formatura e entregou os kits contendo máquinas de corte, escovas, chapinhas, maquiagens, medidores de sobrancelhas, borrifadores, conforme cada curso.

Com seu material de maquiagem nas mãos, a aluna Tauana Garcia, 16, já fazia planos. “Vou atender a domicílio. Já estou fazendo maquiagens nas minhas amigas e família. Quero entregar currículos e conseguir um emprego. Mais tarde vou querer abrir meu próprio salão.” Ter um negócio próprio também é o desejo do estudante Airton Gilmar Dierstmann Filho, 17, que se formou em corte de cabelo. “Penso em uma sociedade com o Luiz Guilherme. Já cortamos o cabelo um do outro e acho que dará certo dividirmos a clientela.”

O projeto tem o financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pertence ao componente de Prevenção a Violência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =