COLUNA – Viva a Democracia Corinthiana!

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

31 de março é uma data marcante. Uma data história. Neste mesmo dia, em 1964, o Golpe Militar era posto em prática. Teria início, naquele momento, um dos – senão o mais  – tenebroso período de nossa história: a Ditadura Militar. 21 anos vividos sob a obscuridade da impossibilidade de viver com normalidade e com a convivência diária da tortura e da brutalidade. 21 anos vividos sob a mordaça na liberdade de expressão e na democracia. 

Em meio a este período, o futebol se tornou um espaço para políticos falarem do “sucesso” do Regime. A Copa de 1970 é um grande exemplo disso. 

Por estas razões, o futebol também urgia pela democracia. Devido ao alcance do esporte em relação aos cidadãos, acreditar numa mudança da sociedade brasileira fazia parte do imaginário de alguns atletas. 

Porém, como em tudo na vida, um pontapé inicial precisa ser dado. E foi assim que a Democracia Corinthiana surgiu. Um movimento ocorrido no início da década de 1980, que teve a luta pelo fim da ditadura militar no Brasil como uma das principais bandeiras. Craques alvinegros como Sócrates, Wladimir, Casagrande, Zenon e outros ex-atletas do Timão participaram da campanha pela volta do direito ao voto para presidente, o que não acontecia desde 1960. O Corinthians passou a ser gerido de uma forma revolucionária. Diversas decisões importantes no dia a dia do clube, como contratações, escalações e regras internas eram decidias em conjunto. E o que era ainda mais impactante: os votos tinham o mesmo peso, do roupeiro ao técnico da equipe, Mário Travaglini.

O nome do movimento, cunhado pelo publicitário Washington Olivetto, ficou eternizado. Neste período, o Corinthians conquistou os títulos do Paulistão de 1982 e 1983. Mas, muito mais do que vencer em campo, marcou pela bravura. Pela luta. Pela vontade de exercer um direito que foi ceifado da forma mais sórdida de nosso país. Nossos eternos aplausos, Democracia Corinthiana. “Salve o Corinthians!” 

88 thoughts on “COLUNA – Viva a Democracia Corinthiana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *