COLUNA – Caniço Rachado e Pavio Fumegante.

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Isaías 42: 3 “Não quebrará o caniço rachado, e não apagará o pavio fumegante”.

Você conhece alguma coisa mais frágil e sem valor do que um caniço rachado!

A imagem é de alguma coisa inútil, desprezível, a ser varrida para um canto como aquele objeto que já deram o que tinha que dar, e não serve mais para nada.

A outra imagem é a de um pavio que fumega.

Enquanto o pavio estiver umedecido com azeite, havia luz clara e limpa, sem aquela fumaça sufocante e que incomoda.

De vez em quando somos como este pavio que fumega, cansado, esgotado e esquecido.

O fato é que o pecado nos atingiu e há somente duas maneiras de lidar com caniços rachados e pavios fumegantes.

Rejeitá-los ou tentar reafirmar seu valor pessoal por meio da nossa amizade.

Dentro da visão messiânica, Isaías diz que Jesus não quebraria o Caniço rachado.

Alguém já foi agredido por palavras duras pela fúria dos outros!

Alguém aí, está desanimado pelo o seu próprio fracasso, ou porque os seus direitos não foram reconhecidos.

Quantas pessoas esperam um ombro amigo, ou uma mão amiga que possa levantá-lo, colocá-lo de pé novamente e sustentá-lo por algum tempo!

Este é um trabalho de restauração, de paciência, sem censura e que preserva a dignidade de quem está sendo restaurado.

O pavio que fumega, antes brilhante e agora débil, luta contra o vento que o quer apagá-lo.

Mas ao mesmo tempo espera por um sopro de vida, que possa fazer com que brilhe novamente.

Acredite!

Você não está sozinho, há alguém pronto para ajudá-lo a voltar a brilhar e ter aquela firmeza, aquela luz viva.

E alguém experimentado em restaurar.

Jesus está dizendo: Venha! Eu vou colocá-lo de pé novamente.

Venha, eu quero soprar vida em você, para que a sua luz volte a brilhar.

Ele está ao nosso lado, quando nos sentimos isolados, sem forças e feridos.

Quando lutamos contra o desânimo e a tentação.

Tudo o que temos que fazer é colocar-nos nas mãos de quem está acostumado a restaurar.

Ele não colocará de lado o machado e ao ferido não menosprezará, muito menos aquele que se sente pequeno ou insignificante, mas os endireitará de maneira firme e permanente.

Reflita sobre isso, no dia de hoje, e ore comigo agora;

Pai querido, ensina-me a ter paciência.

Dai-me a graça de suportar aquilo que não posso modificar.

Dai-me sabedoria e força para superar as crises, no trabalho, em casa, entre os amigos e conhecidos.

29 thoughts on “COLUNA – Caniço Rachado e Pavio Fumegante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *