CDL-NH estima período de boas vendas em Novo Hamburgo

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

“Mesmo conturbado em função da pandemia temos  grandes expectativas”, disse presidente da entidade  

Jorge Stoffel, presidente do CDL NH – Crédito: Lu Freitas/CDL NH

Chegou à época mais esperada para o comércio local. As semanas que antecedem o Natal aquecem consideravelmente o varejo da cidade e os comerciantes se preparam para o melhor período de vendas do ano. A expectativa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Novo Hamburgo (CDL-NH) é que as lojas, comércio de rua e shoppings consigam recuperar parte das perdas geradas depois dos desafiadores nove meses de incertezas em consequências da pandemia da Covid-19.

“Esperamos ter um bom movimento antes do Natal e também depois do dia 26 de dezembro, onde as pessoas que receberam presentes farão suas trocas. Mesmo o crescimento sendo em percentuais pequenos, temos grandes expectativas”, destaca o presidente da CDL-NH Jorge Stoffel.

Ao entrarmos nesse período, é natural que as pessoas já comecem a planejar as compras para as festas de fim de ano. “E mesmo com as incertezas quanto à economia, ao desemprego e ao contexto em função do Coronavírus, os lojistas e consumidores ainda estão otimistas para vender e comprar”, garante Jorge Stoffel.

Mercado de trabalho 

Segundo o Presidente da CDL-NH, o mercado de trabalho ainda que tímido começa a dar sinais de melhoras, o que ajuda a reformar a confiança e o retorno ao consumidor. “Nós esperamos o acréscimo nas vendas de Natal, com lojas vendendo mais e impactando positivamente na economia, principalmente no comércio local, onde os lojistas oferecem qualidade e atendimento diferenciado”, destaca.

Nosso maior objetivo como CDL-NH é mobilizar o comércio para que produzam ações que tragam sempre melhores resultados, incentivando ainda mais os consumidores a irem às compras. “A exemplo, a CDL se empenhou na Campanha Natal Premiado, um grande incentivo para os lojistas com preços bem acessíveis. Essas ações conjuntas são sempre mais positivas”, explica Jorge.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *