CAMPO BOM – Representantes da Cooperativa Múltipla detalham entraves do Loteamento Morada dos Sonhos

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Beneficiários acompanharam explicações dos representantes da entidade 

Vereadores reunidos em mais uma sessão em Campo Bom – Crédito: Cássios Schaab/Assessoria de Comunicação

Na noite desta quarta-feira (27) o Poder Legislativo de Campo Bom realizou a última sessão ordinária de janeiro. Na oportunidade, os vereadores receberam a presença de representantes da Múltipla Cooperativa de Trabalho, Habitação e Projetos que foram convocados para explicar detalhamento do Loteamento Morada dos Sonhos, sob responsabilidade da cooperativa. Cerca de 50 cooperados, que aguardam o início das obras, estiveram no plenário para acompanhar as explicações.

A assistente social Kamile Sauthier e o arquiteto e presidente da cooperativa, Leocádio Miranda Kureki, foram designados para atender a convocação realizada através de requerimento do vereador Celsinho Silva (Republicanos). Em suas manifestações, Kamile e Leocádio detalharam os trâmites burocráticos e a situação em que se encontra o projeto de execução do Loteamento Morada dos Sonhos. “A habitação é um tema muito sensível e por isso tratamos o projeto com muita responsabilidade”, enfatizou a assistente social. Já o presidente da Cooperativa Múltipla respondeu os questionamentos apresentados pelos parlamentares. “Tudo o que era necessário por parte da cooperativa já foi realizado, inclusive com o projeto de contratação aceito. Estamos travados na burocracia”, explicou Leocádio. “Percebemos que, para destravar, é necessário de força política para assim realizar as obras”, concluiu o presidente.

Além dos questionamentos e diante da solicitação de apoio por parte da cooperativa, os vereadores se comprometeram a buscar o apoio necessário para dar andamento ao projeto do Loteamento Morada dos Sonhos.

Sessão extraordinária 

Antes da sessão que contou com a participação dos representantes da cooperativa Múltipla, os vereadores se reuniram em sessão extraordinária. Sem remuneração extra, os parlamentares aprovaram por unanimidade o projeto de lei protocolado pelo Poder Executivo que solicita a abertura de crédito especial. Já o projeto que solicitava alteração de legislação permitindo a alienação de prédio do instituto dos servidores foi aprovado por nove votos favoráveis e um voto contrário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *