Campo Bom – Cestas básicas serão entregues em casa para quem é de grupo de risco

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Distribuição nos CRAS Centro e Grande Operária/CEU passa a funcionar por agendamento e entrega a domicílio 

Iniciativa visa a comodidade da população campo-bonense – Crédito: PMCB

A fim de se adaptar às novas condições impostas pelo coronavírus e, ao mesmo tempo, continuar atendendo às necessidades da população, Campo Bom está implantando um novo sistema de distribuição de cestas básicas nos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do Município. Para evitar a formação de filas e aglomerações, impossibilitando, assim, a disseminação do vírus, agora as entregas serão realizadas mediante agendamento prévio ou entrega a domicílio para famílias que possuam algum ente em grupo prioritário ou de risco da Covid-19. “Queremos que vocês tenham o maior conforto possível, estamos aqui para investir para que as pessoas tenham acesso. Agora nós vamos conseguir superar essa questão das filas para podermos atender a população com muito carinho e, ao mesmo tempo, sem que elas precisem estar esperando no frio ou na chuva, como já aconteceu”, diz o prefeito Luciano Orsi.

Comodidade  

O número diário de concessões de cestas será o mesmo, porém com hora marcada para quem for retirar os alimentos no local. Ainda obedecendo ao intervalo mensal de distribuição, o agendamento poderá ser agilizado mediante contato com o CRAS referência. De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Social e Habitação, Tiago de Vargas, o novo sistema vai passar a operar gradativamente nos CRAS Centro e Grande Operária/CEU, tendo iniciado nessa segunda-feira (dia 20). “O mais importante, no momento, é filtrar todos os cadastrados no CRAS e verificar quem está no grupo de risco. Além da importância de mantermos o serviço ativo, a ação visa dar maior comodidade para o cidadão, na medida em que as pessoas não vão mais precisar entrar em filas. Também é uma forma de dar um conforto maior para os idosos, que não vão mais precisar se deslocar”, aponta o secretário. 

Segundo ele, a Assistência Social já está entrando em contato com as pessoas que devem receber sua cesta nos próximos dias para agendar um horário para retirada ou comunicar a entrega à domicílio. “As entregas vão acontecer todos os dias, obedecendo ao período de 30 dias desde que o cadastrado buscou a cesta pela última vez”, afirma. Como a implantação da nova sistemática não será imediata, nesse primeiro momento ainda poderá ocorrer a procura direta dos CRAS. O estimado é que 30% dos cadastrados recebam as cestas básicas em casa. 

Distribuição 

Desde o início da pandemia de coronavírus, em março, a Prefeitura já distribuiu 5885 cestas básicas, com uma média de 1084 entregas por mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 − um =