2,8 mil empresas e 3,6 mil empregos criados este ano em Novo Hamburgo

Compartilhe:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook

Prefeitura destaca ambiente favorável para empreender na cidade do Vale do Sinos 

Novo Hamburgo volta a dar mostras do ambiente favorável e sólido para empreender e gerar empregos estabelecidos na cidade nos últimos anos. Apesar da pandemia de covid-19, que afetou toda a sociedade, a retomada da economia volta a apresentar resultados consistentes. Prova disso são os números de 2021, com a instalação de novas empresas e a geração de novos postos de trabalho de forma acelerada.

De janeiro a maio deste ano, por exemplo, foram constituídos 2.891 novos empreendimentos em solo hamburguense, sendo 554 do porte de Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP). Além disso, foram formalizados 2.337 Microempreendedores Individuais (MEIs).

“A nossa estratégia de incentivar o desenvolvimento econômico com ações a curto, médio e longo prazo e a diversificação da matriz econômico do município nos últimos anos, fez com que Novo Hamburgo sentisse menos os efeitos da pandemia em relação a outras cidades e retomasse o ciclo de crescimento mais rapidamente”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico, Paraskevi Bessa-Rodrigues.

Novo Hamburgo possui 54.690 Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJs) ativos.

Novas empresas, mais empregos 

Novo Hamburgo também vem se mantendo entre os municípios que mais geram emprego formal (com carteira assinada) no Rio Grande do Sul. No mês de maio, foram criadas 331 vagas de trabalho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia.

Foi o melhor saldo positivo em toda a região e o segundo melhor na Grande Porto Alegre, atrás apenas da Capital. O desempenho hamburguense na geração de emprego em maio foi o quinto melhor em todo o Estado.

Com este resultado, Novo Hamburgo acumula 3.657 novos postos de trabalho criados somente nos cinco primeiros meses deste ano. Novamente, é o melhor resultado em toda a região e o segundo melhor na Grande Porto Alegre, atrás apenas da Capital.

Quando comparado com os primeiros cinco meses de 2020, os resultados mostram ainda mais claramente o forte trabalho da Administração Municipal no estímulo à geração de emprego e renda, tanto no desenvolvimento do programa Pacto pelo Futuro, lançado no final do primeiro semestre do ano passado, quanto na desburocratização e simplificação de processos. Os cinco primeiros meses de 2020 acumularam saldo negativo de – 5891 postos de trabalho, contra os 3.657 empregos gerados em 2021.

Com isso, o estoque de postos de trabalho de Novo Hamburgo, que fechou o ano de 2020 em 65.510 empregos, já saltou para 69.167, beirando os 70 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *