Brasil terá autossuficiência na produção de trigo, diz presidente

Brasil surpreende o mundo, caminha para a autossuficiência e vai se tornar exportador de trigo.

O Brasil sempre foi alvo de críticas pelo fato de nunca ter conseguido atingir a autossuficiência na produção de trigo, um dos cereais mais consumidos do mundo e essencial na alimentação diária, utilizado principalmente na confecção de massas e pães. Mas essa realidade está sendo alterada, neste exato momento, graças aos grandes investimentos realizados pelo atual governo na busca de novas tecnologias, por meio da EMBRAPA, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.
A notícia, olhem só, foi dada pelo próprio presidente Jair Bolsonaro: “A EMBRAPA, com novas tecnologias e estudo, já começa a plantar e colher trigo em regiões nunca antes pensadas. Temos um milhão de hectares em Roraima pronto para produzir trigo. Bem como o Centro-Oeste. Não se pensava, no passado, em trigo nesta região. Conseguimos, agora, em Cristalina (GO), 9 mil e 600 quilos por hectare, praticamente quatro vezes mais de produtividade. Estamos tendo um incremento de mais de um milhão de toneladas no último ano, em cinco anos seremos autossuficientes em trigo e, em dez anos, estaremos exportando o equivalente ao que nós consumimos.”

 

Vale ressaltar que, apesar das grandes extensões de terra propícias à agricultura no Brasil, o tipo de solo e o clima não são considerados os ideais para a plantação do trigo, mas o agronegócio brasileiro, tido como um dos mais avançados e pioneiro na busca de soluções, encontrou um caminho espetacular.
Durante o discurso, o presidente voltou a falar sobre a preocupação de diversos países em garantir a segurança alimentar de sua população e que, nesse contexto, as políticas voltadas ao setor são tão importantes quanto as de defesa do território nacional.

“Podemos viver sem muita coisa, mas não sobrevivemos sem alimento”, disse. “Por isso, o ministério mais importante, além do da Defesa, é o da Agricultura”, acrescentou ao destacar a relevância deste setor para o desenvolvimento econômico do país.

A China é a maior produtora de trigo no mundo, com mais de 136 milhões de toneladas/ano, seguida de Índia, Rússia e Estados Unidos.Na América Latina, a líder é a Argentina, com cerca de 21 milhões de toneladas/ano.

O Brasil produz 7 milhões de toneladas, mas consome 14 milhões/ano.
De acordo com os números indicados por Bolsonaro, em dez anos passaremos a produzir cerca de 30 milhões de toneladas de trigo/ano, superando nossos vizinhos e entrando para o Top 5 mundial.
Na sequência, o presidente disse que o Brasil está a caminho de deixar de ser dependente do trigo estrangeiro.

“Quem diria que o Brasil está conseguindo a autossuficiência no trigo? Em 10 anos vamos exportar o equivalente ao que consumimos no Brasil porque cada vez mais a produtividade se faz presente”, acrescentou, sem entrar em detalhes sobre o cenário projetado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

20 + 13 =