PEC dos Benefícios é aprovada na Câmara, mas PF investiga possível tentativa de sabotagem em sistema de votação

Proposta permite a criação de benefícios para caminhoneiros e amplia Auxílio Brasil e Auxílio Gás; custo é estimado em R$ 41,2 bilhões

Por 393 votos a favor e 14 contra, a Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno, na noite desta terça-feira (12), a PEC 15/2022, conhecida com PEC dos Benefícios, que amplia o valor de pagamento do Auxílio Brasil para R$ 600,00. Mas, apesar da vitória governista, uma pane geral nos dois sistemas de votação online, que são operados por empresas distintas e que deixaram de funcionar simultaneamente durante o pleito, chamou a atenção e levantou suspeitas de possível tentativa de sabotagem, ou mesmo de fraude. O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira, optou por adiar a votação em segundo turno para a manhã desta quarta (13), e convocou a Polícia Federal (PF) para investigar os motivos da falha. Lira prometeu, caso se comprove que a falha foi provocada, punição rigorosa aos possíveis culpados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × 2 =