Feevale oferece atendimento odontológico a crianças e adolescentes

A Universidade Feevale disponibiliza à comunidade um novo serviço de atenção básica à saúde bucal. Os atendimentos especializados em odontologia pediátrica, destinados a crianças e adolescentes de zero a 17 anos, começaram neste mês nas clínicas odontológicas, localizadas no prédio Branco, no Câmpus 2 da Instituição (ERS-239, 2755, Vila Nova, Novo Hamburgo). 

O serviço, que é gratuito mediante avaliação socioeconômica, ocorre às terças-feiras pela manhã, a partir das 9h20min, e à tarde, a partir das 14h15min. O agendamento deve ser feito pelo telefone (51) 3586-8813 ou pelo e-mail [email protected]   

 Entre as crianças já beneficiadas está Felipe Gabriel da Silva, de 10 anos, morador do bairro Canudos, em Novo Hamburgo. Quem o acompanhou foi o pai, Ernani João da Silva, que conta que foi a esposa que conseguiu o encaminhamento. 

“É a nossa primeira vez aqui e estou satisfeito com o atendimento e forma com que estamos sendo tratados pela equipe”, enfatiza. “Além de usufruir desta estrutura excelente, os profissionais estão nos explicando cada passo da consulta, o que nos deixa seguros e confiantes nos tratamentos que nos são apresentados”, complementa.   

Procedimentos   

 ​As consultas são realizadas pelos estudantes da disciplina Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente, acompanhados pelos professores Fabiane de Souza, Ronairo Turchiello e Maximiano Tovo. Conforme os docentes, os atendimentos acontecem com a presença dos responsáveis e começam por período de acolhimento, com a clínica personalizada para receber as crianças.

 “Os pacientes e seus familiares são longamente entrevistados por uma dupla de estudantes sobre questões relativas à higiene bucal, ao parto, à infância e idade, entre outros aspectos”, explica Tovo. “A partir desse momento, conversamos com os acadêmicos, concluímos o diagnóstico e traçamos o planejamento, levando em conta todas as particularidades de cada perfil”, complementa o docente, acrescentando que a investigação inicial leva cerca de uma hora e quarenta minutos.

 Conforme a acadêmica Amanda Kuntzler, do oitavo semestre do curso, a grande diferença do atendimento odontopediátrico, em comparação com o adulto, é trabalhar com um lado mais lúdico para que as crianças percam o “medo do dentista”. “Com os pequenos a gente demonstra tudo o que fazemos. Focamos muito em situações lúdicas, nas figuras ou em balões presos aos boxes, para que deixem de se preocupar com as agulhas e tenham um atendimento mais confortável”, avalia.  

Havendo necessidade, os pacientes são encaminhados para a realização de exames, usufruindo da infraestrutura do local, que conta com equipamentos modernos e tecnológicos para imagens radiológicas periapicais, panorâmica, telerradiografia e tomografia computadorizada.  “Caso o paciente tenha necessidade, podemos oferecer restaurações, tratamentos como o de canal de leite, extrações dentárias, acompanhamento da troca de dentição e aparelhos ortodônticos quando as questões estéticas estão comprometidas”, conclui Tovo. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8 − um =