COLUNA – Deus nos amou primeiro

Abra a sua bíblia em 1 João 4:19, que diz: “Nós o amamos a ele porque Ele nos amou primeiro”.

Com muita razão dizemos que o apóstolo João é o evangelista do amor. As três cartas do evangelho dele, além do livro do Apocalipse, estão cheias de palavras de amor. Só na primeira carta, João as usa trinta e uma vezes.

Há expressões lindíssimas sobre Deus e o amor dEle nesta carta. Dos capítulos 3 e 4, destaco algumas destas gemas do amor de Deus; Em 1 João 3:1 diz: “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus”. E o nosso amor por ele, será que é grande também? 1 João. 3:16 diz: “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu à sua vida por nós. A pergunta é: Será que cremos realmente nisso? No capítulo 4:7 ele escreve: “Amemos uns aos outros, pois o amor procede de Deus”. Ou seja, uma indicativa que também devemos amar.

Ainda no capítulo 4:8 e 16, por duas vezes é dito que “Deus é amor”. Já no verso 9, lemos “Nisto se manifestou o amor de Deus em nós, em haver Deus enviado o Seu Filho Unigênito ao mundo”. Verso 10: “Nisto consiste o amor: em que Ele nos amou, e enviou o Seu Filho como propiciação pelos nossos pecados”. E finalmente, o verso 11 diz: “Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros. ”

O amor de Deus o Pai é inato, é natural nEle; é um princípio ativo, não é estático, mas sim, comunicativo e amante, provocativo, como nos versos que li. Todo Ele é amor e todo o Ser dEle ama perfeita e eternamente. Ele é a fonte do amor que atua, sacrifica, redime e inspira a todos nós.

Certa vez um pai tentava contar ao seu filhinho quão grande é o amor de Deus. Ambos estavam no cume das colinas que separavam a Escócia da Inglaterra. O pai, apontando para a Escócia ao norte, depois para a Inglaterra, ao sul, para o mar a leste e, finalmente, para as extensas colinas a oeste, e fazendo um movimento circular bem amplo, acompanhando o horizonte, disse: “Filho querido, o amor de Deus é tão grande como tudo isso! O filho emocionado exclamou com os olhos cintilando; “Formidável, papai! Então nós devemos estar bem no centro do amor de Deus! ”

Tenha certeza de que se andarmos em comunhão com o Pai, cada dia, o amor dEle será o centro de nossa vida e assim estaremos escondidos em Cristo, em Deus. Somos salvos para amar. Pratique isso no dia de hoje e comece a desfrutar desta companhia.

Ore comigo agora: Grande Deus e poderoso Pai; obrigado por Teu amor maravilhoso! Por favor, encha o nosso coração deste Teu amor à medida que nossa comunhão e companheirismo contigo for se ampliando e se fortalecendo cada vez mais, em nome de Jesus, Amém.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

vinte − dezoito =