Programa Pet Seguro já auxiliou quase 130 cães em Estância Velha

Ações que visam a construção de barreiras sanitárias seguem em curso na cidade 

Nesta semana, mais 30 cães de moradores do Beco Vicinal, no bairro Campo Grande, foram vacinados contra doenças como cinomose e parvovirose, e tratados para vermes, pulgas, carrapatos e sarna. A ação realizada na segunda-feira, dia 25, terá como desfecho o encaminhamento de dez destes 30 animais para a castração. A equipe do Departamento de Proteção Animal também esteve na localidade para fazer o cadastro e agendamento das castrações no restante da semana.

A iniciativa visa a “construção” de barreiras sanitárias em Estância Velha, e faz parte do programa Pet Seguro, lançado pela Secretaria de Meio Ambiente e Preservação Ecológica (Semape) este ano. “Essas barreiras são criadas para evitar a proliferação de doenças altamente contagiosas entre os pets”, explica o diretor da rede de Proteção Animal, Edenilson Klaus, o Nina.
Planejamento
Conforme o diretor, a atitude da Prefeitura de Estância Velha em investir na prevenção de doenças para pets trará resultado positivo ao município a curto prazo. “Uma cidade livre de doenças torna-se uma cidade saudável e traz benefícios para toda a população, já que o tratamento nestes casos é caro e as doenças são letais”, afirma.
Ações
Essa é a quinta ação visando a “construção” de barreiras sanitárias no município de maio para cá. Nestes cinco meses, 128 cães já foram desverminados e vacinados com um imunizante polivalente importado. “Posso dizer, com tranquilidade, que Estância Velha preserva a vida de pets. Trabalhando na prevenção, estamos no caminho certo”, finaliza Edenilson Klaus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × quatro =