NOVO HAMBURGO – Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas III é inaugurado

Local com ênfase no atendimento de saúde mental possui 10 leitos e funciona 24h por dia  

Moradores de Novo Hamburgo que lutam contra a dependência de drogas e álcool têm um novo local para buscar ajuda. Na manhã desta quinta-feira, dia 14, a Prefeitura inaugurou as instalações do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) III. Localizado ao lado da UPA Centro, na Rua Visconde de Taunay, o CAPS AD III conta inclusive com dez leitos para internação voluntária e proporciona atenção integral e contínua a pessoas com necessidades relacionadas ao consumo de álcool, crack e outras drogas, com funcionamento nas 24 horas do dia e em todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados.

Bastante emocionada em seu discurso de inauguração, a prefeita Fátima Daudt fez questão de destacar o trabalho da equipe da Secretaria de Saúde. Fazendo referência à vitória da usuária Cris Cândida, que fez questão de participar do ato, e graças ao apoio dos profissionais da saúde conseguiu vencer a dependência química e hoje está cursando Faculdade de Assistência Social, a prefeita destacou o novo local: “Nestes momentos é que vejo que tudo vale a pena”.

O novo CAPS conta com 39 profissionais, entre psicólogos, psiquiatras, médicos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, técnicos em enfermagem e oficineiros, entre outros. O atendimento é por livre demanda, basta chegar ao local das 8 às 19 horas, de segunda a sexta-feira, para a primeira avaliação. A estrutura conta com dois andares e uma área total de 750 metros quadrados. O investimento foi de R$ 1,5 milhão.

Pontos de atendimento  

Com isso, o município já conta com dez pontos de atendimento de saúde mental e a dependentes químicos, tornando-se a cidade mais bem estruturada nesta área em todo o Estado, juntamente com Porto Alegre. O município oferece inclusive oficina de geração de renda como mais um reforço na recuperação dos dependentes químicos.

Além do CAPS AD III, Novo Hamburgo dispõe ainda de três CAPS II (nos bairros Canudos, Centro e Santo Afonso e destinados a casos graves de saúde mental), um CAPS I (infanto-juvenil, no Centro), dois ambulatórios de atendimento (um adulto e outro infanto-juvenil) e dois serviços residenciais (um Serviço Residencial Terapêutico tipo II, voltando para pessoas com transtornos graves, sem vínculos familiares e com internações de longa permanência e uma Unidade de Acolhimento ou serviço de moradia temporária para usuários drc álcool e outras drogas, destinada a acolher portadoras de transtornos mentais graves); e a oficina de geração de renda.

Reconhecimento 

Ainda durante o discurso, Fátima lembrou que a dependência de álcool e outras drogas é um dos maiores problemas da sociedade. “Causa briga, violência familiar, acidentes de trânsito. E precisamos enfrentar com muita força, com muito amor e carinho e, principalmente, com muita dedicação.” A prefeita agradeceu aos profissionais que atuam na área: “Nosso muito obrigado. Vocês têm um trabalho fantástico”.

O secretário municipal de Saúde, Naasom Luciano, destacou o compromisso da gestão em concluir a obra, que estava prevista para 2016. “Esta era uma obra paralisada por diversos problemas estruturais. Com muito empenho, fomos superando um a um. Viva o SUS e viva esta gestão comprometida com o cuidado das pessoas”, destacou. A gerente de Saúde Mental da secretaria, Sayonara de Matos, acrescentou que o investimento não é apenas na estrutura físcia. “Também estamos investindo muito na capacitação de nossos profissionais, qualificando cada vez mais o serviço à comunidade”, completou.

Autoridades  

A inauguração contou com a participação de autoridades e comunidade local. A coordenadora do CAPS AD III, Letícia Obal, presenteou a prefeita com um vaso de flor. Participaram do corte da fita a prefeita Fátima, o presidente da Câmara de Vereadores, Raizer Ferreira, e o vereador Ito Luciano, o secretário Naasom, a gerente Sayonara, a coorderora Letícia, Cris Cândida e a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Rosane Marcki.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 1 =