NOVO HAMBURGO – IENH oferece programa University Connection para auxiliar alunos que pretendem estudar no exterior

Projeto é desenvolvido com assessoria da Daquiprafora

Desde 2020, a IENH, em parceria com a Daquiprafora, oferece acesso à plataforma University Connection, que proporciona informações sobre o processo seletivo para universidades no exterior, o que é estudar em outro país e o que é necessário para chegar lá. Por meio dela, os estudantes também podem se comunicar com os profissionais da consultoria educacional via WhatsApp ou videoconferência.

Desde que foi disponibilizada para os alunos do 7° ano do Ensino Fundamental até a 3ª série do Ensino Médio da Instituição, a plataforma já contabiliza mais de 120 eventos on-line, correção de mais de 300 simulados das provas internacionais e atendimento personalizado para mais de 20 famílias. Segundo a Daquiprafora, mais de 100 alunos também fizeram download do guia informativo sobre o processo seletivo das universidades no exterior.

Por meio da parceria, os estudantes interessados ainda recebem informações e orientações por meio de palestras, workshops, plantões de dúvidas, aplicação de simulados das provas padronizadas e podem realizar entrevistas com a assessoria junto aos pais.

O interesse em estudar no exterior 

Nos últimos anos, as escolas brasileiras vêm se deparando com uma nova demanda: o interesse das famílias pela possibilidade de seus filhos se prepararem para ingressar em universidades no exterior. Segundo a Daquiprafora, a “nova realidade é reflexo do perfil de uma geração de alunos sempre antenada com o que acontece no mundo e que está mais aberta a novas e diferentes oportunidades”.

Há um aumento na busca por informações e por uma preparação que atenda às exigências dos processos seletivos internacionais, pois são processos com características muito diferentes daqueles que acontecem no Brasil. Em países onde as universidades são internacionalmente reconhecidas como de excelência, as universidades buscam conhecer o aluno além das suas notas nas provas padronizadas. “São processos holísticos, compostos por várias etapas, nas quais o aluno mostra para a universidade quem ele é, nos aspectos acadêmico e pessoal”, explica a consultoria educacional.

Provas  

Além das provas padronizadas (o SAT ou o ACT), das provas de proficiência em inglês e do histórico escolar do aluno, as universidades utilizam outras ferramentas para avaliar os candidatos. Entre elas estão as cartas de recomendação, escritas por professores ou coordenadores da escola, e as redações, em que os temas sugeridos fazem com que os alunos mostrem parte da personalidade e de quem eles são para além da escola. Outros processos, como uma descrição das atividades extracurriculares dos candidatos, entrevistas e envio de portfólio também podem ocorrer.

A Daquiprafora destaca que o aceite das universidades é um processo longo, que engloba muitos aspectos da vida do candidato e que acaba estimulando o autoconhecimento e o desenvolvimento pessoal do aluno.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + onze =