Porto Alegre busca inspiração em Novo Hamburgo

Cezar Schirmer esteve em Novo Hamburgo  

A prefeita de Novo Hamburgo, Fátima Daudt, recebeu na tarde desta terça-feira, 17,  o secretário de Planejamento e Assuntos Estratégicos de Porto Alegre, Cezar Schirmer, que veio conhecer a experiência de Novo Hamburgo na revitalização do Centro. A prefeita  apresentou a ele o Calçadão Oswaldo Cruz, a Praça do Imigrante e arredores, o coração das profundas intervenções realizadas entre 2018 e 2019 com investimento de 5,5 milhões de dólares (R$ 28 milhões em valores atualizados) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Schirmer é responsável pela revitalização do Centro Histórico da Capital.

Antes de seguir até o Centro hamburguense, ao lado do vice-prefeito Márcio Lüders, da secretária municipal de Desenvolvimento Econônimo, Paraskevi Bessa-Rodrigues, e do presidente da Câmara de Vereadores, Raizer Ferreira, que era secretário municipal de Obras durante a revitalização, Fátima apresentou em seu gabinete imagens de antes, durante e depois das intervenções, que ficaram de legado para a população de Novo Hamburgo. “O Centro é o espaço mais democrático da cidade, e nada mais justo do que começar a transformação e o resgate do sentimento de pertencimento pelo bairro”, destacou a prefeita, reforçando os impactos das obras na autoestima dos moradores.

A prefeita também contou sobre como fez a gestão do projeto com recurso internacional e como lidou com uma obra dessa envergadura na região que concentra comércio e serviços e atrai milhares de pessoas todos os dias. Destacou que a obra incluiu novas redes de drenagem para resolver os contantes problemas de alagamentos na área central. Lembrou ainda de grandes desafios, como a ausência de mapeamento da canalização. 

Já no Centro, Fátima, Lüders e Raizer acompanharam Schirmer, detalhando as principais intervenções. Sempre com o celular em mãos, o secretário porto-alegrense fez questão de tirar várias fotos. Chamou sua atenção as lixeiras com sua cobertura, os bancos e mesas da Praça do Imigrante e também o chafariz.

Obras 

Em Novo Hamburgo, as obras tiveram como foco a valorização do pedestre, com calçadas padronizadas com piso tátil que avançam nas esquinas para facilitar a travessia. Além da canalização, o trânsito também ficou mais organizado, com vagas demarcadas do estacionamento rotativo  e faixas de rolagem separadas. As obras duraram dois anos dentro do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado (PDMI), que teve ações também em outros locais e áreas como educação, cultura e segurança. No total, o montante investido foi de 20,4 milhões de dólares (R$ 107,2 milhões).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × quatro =