PORTÃO – Atrasos de exames especializados em Portão preocupam Adair Rocha

Mais de 200 portonenses aguardam a realização dos exames, segundo o vereador 

Ao ocupar a Tribuna do Poder Legislativo na sessão desta terça, 6 de julho, Adair Rocha (MDB) lamentou a situação por que passam usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que dependem de procedimentos especializados, como colonoscopia e endoscopia. Segundo ele, mais de 200 portonenses aguardam a realização dos exames para terem um diagnóstico e um tratamento adequado para suas doenças.

“Há casos complicados em que as pessoas já têm até sangramento e não conseguem ser atendidas”, disse Adair, lembrando que pacientes de Portão normalmente são encaminhados ao Hospital Sagrada Família, de São Sebastião do Caí, ou outras instituições situadas em Porto Alegre. A liberação dos exames cabe à Central de Regulação Ambulatorial — um órgão do governo estadual — a partir de solicitações da Secretaria Municipal da Saúde.

Entraves  

O parlamentar comentou que esses entraves decorrem da falta de insumos e até de profissionais capacitados, já que a demanda é enorme. Como ele já trabalhou na área, afirmou que não se trata de descaso do Município de Portão, mas sim de um sistema de atendimento público incapaz de dar conta de tanta procura. “Sei que não é má vontade. Muitas vezes, a gente se sente impotente diante dessa situação difícil”, analisa. O quadro é preocupante, conforme Adair, porque o quadro das doenças se agrava enquanto a espera por atendimento se alonga. Há casos, inclusive, de pessoas que evoluem para óbito, sem terem acesso a avaliações médicas especializadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =