PAÍS – Grupo Carrefour conclui todos os acordos com familiares de João Alberto Freitas

Porto-alegrense foi morto por seguranças em filial da empresa no ano passado 

São Paulo  Nesta quinta-feira (27) o Grupo Carrefour Brasil concluiu o nono e último acordo de indenização com os familiares de João Alberto. Após o depósito com a finalidade de consignação extrajudicial realizado na última semana de abril, tendo a viúva Milena Alves como beneficiária, a conversa com os advogados foi retomada e o acordo de indenização, fechado. 

Desde a trágica morte de João Alberto Freitas, em novembro de 2020, o Grupo Carrefour Brasil vinha negociando de forma voluntária e com o suporte da Defensoria Pública acordos individuais de indenização com os familiares. Até abril, oito membros da família já haviam formalizado e recebido os valores dos acordos com a empresa, incluindo os quatro filhos, a enteada, a neta, a irmã e o pai de João Alberto.

Compromissos internos  

O Grupo Carrefour Brasil assumiu oito compromissos públicos para contribuir na capacitação de pessoas negras, na educação, na formação de lideranças, e em startups, com a possibilidade de utilizar a plataforma da empresa. Tudo isso é financiado por meio de um fundo de R$ 40 milhões, criado pela empresa em novembro de 2020.

No último dia 28 de abril, o Grupo Carrefour Brasil realizou um fórum com mais de 10.000 fornecedores, anunciando uma cláusula antirracista em todos os seus contratos com estes parceiros, como parte da Política de Tolerância Zero. A empresa anunciou, também, que o processo de internalização da segurança interna continua em andamento e com previsão de conclusão até outubro deste ano, sendo que a loja de Porto Alegre, onde iniciou-se o piloto, já está operando 100% dentro deste novo modelo, com seguranças internos contratados pela empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − um =