PORTÃO – Leco reivindica prioridade na vacinação de lactantes

Iniciativa também é uma forma de incentivar as mulheres a darem leite materno, de acordo com o vereador  

Com o argumento de que o leite materno é a única forma de proporcionar algum grau de proteção a bebês contra o coronavírus, Alexsandro Argenta (MDB), o Leco, propôs nesta terça, 18 de maio, que mulheres em período de lactação passem a fazer parte dos grupos prioritários da campanha nacional de vacinação. “Muitas mulheres que amamentam já voltaram ao trabalho presencial, o que eleva os riscos de contaminação, ou seja, seus filhos também ficam mais vulneráveis à doença”, argumenta.

De acordo com o legislador, a iniciativa também é uma forma de incentivar as mulheres a darem leite materno a seus bebês por mais tempo e, além disso, de evitar a mortalidade materna e a desestruturação familiar dela decorrente. Todas as ponderações de Leco se baseiam em orientações do Conselho Nacional da Saúde e do movimento Lactantes pela Vacina.

Discurso  

Em seu discurso, o emedebista anunciou que em breve Portão vai receber recursos federais, cerca de 100 mil reais, para a aquisição de quatro academias ao ar livre. O repasse obtido por indicação do deputado federal Giovani Feltes (MDB) deve ser empregado em benefício de quatro pontos da cidade: Associação das Águas no Macaco Branco; praça da Estrada dos Corrêa, no Rincão; loteamento Morada do Sol e Vila Aparecida, e o novo loteamento em frente à estação rodoviária de Portão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 3 =