NOVO HAMBURGO – Projeto de lei que propõe distribuição de absorventes para alunas da rede municipal tramita na Câmara

Proposta foi protocolada em março pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Raizer Ferreira 

Está tramitando na Câmara Municipal o projeto de lei que institui o Programa Municipal de fornecimento de absorventes higiênicos para estudantes de baixa renda da rede municipal de Novo Hamburgo. A proposta, protocolada em março pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Raizer Ferreira (PSDB), foi aprovada por unanimidade na Comissão de Constituição e Justiça esta semana, após o parecer de constitucionalidade da Procuradoria Geral da Casa.

Para ter direito ao absorvente, a coordenadora pedagógica de cada escola deverá mediar a avaliação da situação sócioeconômica de cada aluna. “Muitas estudantes acabam faltando às aulas durante o período menstrual porque não têm condições financeira para comprar absorventes”, explica o parlamentar. A justificativa do projeto conta com uma pesquisa realizada pela marca de absorventes Sempre Livre (2018), que aponta que 26% das adolescentes brasileiras entre 15 e 17 anos não têm acesso ao produto de higiene. Por consequência, as faltas durantes o período menstrual pode totalizar 45 dias letivos ao longo do ano.

Pesquisa 

Durante o processo de construção da proposta, a assessoria do vereador consultou a pesquisadora e doutoranda Caroline Willig, integrante do Grupo de Pesquisa Criança na Mídia, da Universidade Feevale. A acadêmica, que realizou uma pesquisa no ano passado junto aos professores da EMEF Adolfina Diefenthäler (Bairro São José), afirma que a pobreza menstrual é uma realidade também em Novo Hamburgo e precisa ser amplamente debatida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + 7 =