Autor campo-bonense anuncia lançamento de obra durante Sessão Ordinária

Postado por Ari Schneider  /   novembro 21, 2019  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

Parlamentares discutiram três matérias em encontro no Plenário

Vereadores posam para registro ao lado do escritor Ênio Faller – Crédito: Divulgação CMCB.

Nesta semana, durante a sessão ordinária do Legislativo Campo-bonense, o autor Ênio Faller ocupou a tribuna durante o pequeno expediente para divulgar sua nova obra literária: “Transformando revés em êxito: da deficiência à felicidade. Uma história de superação para inspirar sua jornada”. Esta é a segunda obra literária do campo-bonense, que conta uma história de superação, relatando a trajetória de vida após a protetização. O autor também falou sobre oportunidades, fé, superação e sucesso. “Tudo foi realizado com o objetivo de ajudar pessoas, gerar opiniões e causar momentos de reflexão, sobre como viver e viver bem depois de uma grande perda. Acredito que, através de uma narrativa simples, eu consiga proporcionar uma leitura agradável”, ressaltou.  Na ocasião, o presidente Paulo Tigre (MDB) pediu aos demais vereadores para se posicionarem na frente da mesa diretiva para registrar o momento. “São raros os momentos de profunda reflexão e beleza pelos quais essa casa passa, muitas vezes de amplos debates, mas momentos inspiradores como esse nos fazem ver que a vida sempre a pena”, salientou o presidente.

Ordem do dia

Durante a votação da ordem do dia, os parlamentares discutiram três matérias. De autoria do vereador Joceli Fragoso (MDB), foi aprovado o requerimento sobre o projeto de lei que institui o “IPTU Solidário”. Na justificativa da matéria, o proponente ressalta que o contribuinte ou responsável tributário do Imposto de Predial e Territorial Urbano do Município (IPTU) destine 5% (cinco por cento) do imposto devido à ONGS, entidades assistenciais, sociais e culturais sem fins lucrativos do município. A escolha da entidade ficará a cargo do contribuinte. “A sociedade só vai para frente quando existem pessoas assim. Quando existem pessoas que não olham só para si. Pessoas que vão além e ajudam a cidade de forma voluntária”, destacou Joceli.

O Executivo Municipal apresentou o Projeto de Lei que dispõe sobre o parcelamento de créditos de natureza não-tributária ao Ipasem (Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores Municipais). Após o projeto passar pela Comissão de Orçamento, Finanças, Educação e Bem-Estar e a Comissão de Justiça, Redação e Serviços Municipais, as mesmas solicitaram pedido de vistas da matéria. “Faltam subsídios, faltam dados. Nós precisamos encorpar mais esse projeto. E, mais uma vez, não podemos deixar passar incompleto. A bancada do MDB não deixará esse projeto incompleto, porque entende que falta o relatório financeiro. Acho importante a vinda do Ipasem nessa casa para explicar o projeto”, destacou Max de Souza (MDB), membro da comissão de Justiça, Redação e Serviços Municipais.  Os vereadores aprovaram por unanimidade o pedido de vistas.

Também de autoria do Executivo Municipal, foi aprovado com nove (9) votos o Projeto de Lei referente à alteração do número de vagas para os cargos de professora da Educação Infantil e Serviços de Limpeza. O cargo de professor de Educação Infantil passará de 325 para 355 vagas, e o cargo de Serviços de Limpeza de 38 para 50 vagas.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

catorze + 1 =

  • Telefones:

    (51) 3595-0777

    (51) 9 9700-8677 (WhatsApp)