Novo Hamburgo – Peti alerta sobre o trabalho infantil por meio do humor

Postado por Ari Schneider  /   setembro 05, 2019  /   Postado em Cultura  /   Nenhum comentário

Em parceria com a companhia Teatro Luz e Cena, Programa utilizou o poder da arte cênica para conscientizar a comunidade e informar como funciona o programa no Município

Peça foi apresentada no Centro Administrativo Leopoldo Petry – Crédito: Divulgação PMNH.

Com o objetivo de promover uma ação rápida para conscientizar a comunidade sobre o trabalho infantil, o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) no Município encontrou no humor a melhor fórmula para passar a sua mensagem de enfrentamento ao problema social.

A iniciativa ganhou elenco e seu sucesso foi atestado com a esquete “Ser Criança”, de texto divertido e contundente, desenvolvida pela companhia Teatro Luz em Cena em parceria com o Peti de Novo Hamburgo. A peça itinerante percorreu diversos territórios da cidade. No total, ao longo de dez dias, foram cem encenações que atingiram crianças, jovens, famílias e profissionais da rede de proteção e promoção dos direitos de crianças e adolescentes, incluindo a última e recente apresentação, realizada em todos os andares do Centro Administrativo Leopoldo Petry.

Uma lupa sobre o problema

O trabalho Infantil se configura como uma grave violação de direitos. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2016, o País tem 2,4 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos em atividade laboral, sendo pretos e pardos quase 70%. “Hoje, as situações de exploração da mão de obra infantil e infanto-juvenil estão cada vez mais veladas”, constata a coordenadora do Peti no Município, Janine Alves Neves, motivo para uma ainda lenta redução da prática. “O que torna necessária a implementação de constantes atividades que busquem sensibilizar a população acerca das consequências dessa violação que acaba muitas vezes por reproduzir o ciclo de pobreza da família” completa.

A Ciência comprova que o trabalho infantil prejudica a capacidade cognitiva da criança, impactando em sua aprendizagem, quando não acaba por afastá-la da escola e a torna vulnerável em diversos aspectos, como saúde, exposição à violência, assédio sexual, esforços físicos intensos, acidentes com máquinas e animais no meio rural.

Denúncias de trabalho infantil e infanto-juvenil devem ser feitas junto ao Conselho Tutelar do Município de Novo Hamburgo pelos telefones 3524-4284, 3524-4315 ou 9 97018406. O anonimato é garantido.

O que é o Peti e a quem se destina o programa?

O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), do governo federal, é um conjunto de ações que têm o objetivo de retirar crianças e adolescentes menores de 16 anos do trabalho precoce, exceto na condição de aprendiz a partir de 14 anos, sendo proibida para menores de 18 anos a atividade laboral em condições perigosas ou insalubres. O Peti oferece a inclusão das crianças e dos jovens em serviços de orientação e acompanhamento. A frequência à escola também é exigida.

Todas as atividades seguem orientações técnicas para gestão do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil no Sistema Único de Assistência Social (SUAS), sendo o Peti referenciado à Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), na Gestão de Proteção Social de Média Complexidade.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

vinte + catorze =

  • Telefones:

    (51) 3595-0777

    (51) 9 9700-8677 (WhatsApp)