Estância Velha – Estudantes recolhem lacres para trocar por cadeira de rodas

Crédito: Divulgação.

Normalmente os lacres de uma latinha são descartados prejudicando o meio ambiente. Porém a realidade é outra na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Fernando Ferrari, no bairro Rincão dos Ilhéus, em Estância Velha. Os 27 alunos do 3º ano, turma 31, estão participando do Projeto “Ajudar alguém sem olhar a quem”.

Desde maio os alunos estão pesquisando sobre o assunto e arrecadando os lacres (tampas) para trocar por uma cadeira de rodas. Atualmente os pequenos, de 8 e 9 anos, tem 25 garrafas cheias. É necessário 170 garrafas, equivale a 100 kg de alumínio. Esta pesquisa será apresentada na Mostra de Iniciação Científica (MIC) da escola no dia 24 de agosto. A iniciativa tem parceria com o Rotary Club estanciense.

Na sala de aula e dos professores fica a garrafa coletora, ou seja, os lacres doados são colocados ali. A professora responsável, Mônica Rejane Larini de Paula, conta que as crianças trazem de casa e pedem ajuda para as outras turmas. “O legal é que professores e pais vão até na nossa sala para doar. Não esperava que em pouco tempo já íamos ter um número alto”, comentou.

Crédito: Divulgação.

A coordenadora pedagógica, Rosenei Borges Ribeiro da Rosa, acrescentou dizendo que é encantador ver o empenho das famílias. “É bem nítido que todos estão engajados e ajudando na causa”, destacou.

Como o tema do projeto é ajudar alguém, os estudantes visitaram o Lar de Idosos São Vicente, em Novo Hamburgo. Foram doados produtos de limpeza e higiene. “Foi lindo de ver a relação deles com os vovôs. Contaram histórias e se divertiram. Ficaram amigos em poucos minutos”, salientou Mônica. Além disso, segundo a professora, o trabalho como um tudo serve para relevar a questão de valores que está muito esquecida nos dias de hoje. “É um projeto que visa ajudar o próximo e preservar o meio ambiente que acaba se estendendo a comunidade escolar”, frisou.

Faça como Arthur

O estudante Arthur Martins Witt, 8, definiu como legal e empolgante participar desta atividade. “Trouxe mais de três garrafas cheias. Peço ajuda para a minha família”, relatou. Ele ainda disse que está ansioso para conseguir o número necessário de garrafas e assim ver o fruto do projeto. Vale lembrar que a escola aceita doações. O endereço é Rua João XXIII, 241. O horário é das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 + dois =