Prefeitura de Portão irá investir mais R$ 42 mil em segurança pública

Postado por Ari Schneider  /   novembro 30, 2018  /   Postado em @destaque-texto  /   Nenhum comentário

Projeto de Lei foi aprovado por unanimidade de votos na sessão da última segunda, dia 26

Por unanimidade, os vereadores aprovaram na sessão da última segunda, dia 26, o Projeto de Lei nº 64/2018, de autoria do Poder Executivo Municipal, que prevê repasse R$ 42 mil ao CONSEPRO de Portão. Na justificativa à matéria, o prefeito Renato Chagas explica que o dinheiro irá para manutenção de serviços, reformas e aplicações em prédios, manutenção de viaturas, equipamentos de comunicação, informática, infraestrutura, equipamentos de proteção individual e coletiva, inclusive armamentos, equipamentos especializados.

Ainda de acordo com o prefeito, o objetivo do auxílio financeiro é melhorar a prestação do serviço na área de segurança no Município de Portão. Serão beneficiados a Brigada Militar, a Polícia Civil, a Polícia Rodoviária Estadual e o Corpo de Bombeiros.

Durante os debates em torno do projeto, o vereador José Volmar Wogt explicou que a verba será repassada em parcelas mensais, ao longo de 2019. Paulo Bonini elogiou o prefeito pela atitude, mas lamentou que o Município tenha que investir em segurança pública quando esse é um dever do governo estadual e, ao mesmo tempo, a população portonense cobra mais investimentos em saúde e obras.

Adair Rocha enfatizou que a prefeitura está melhorando o valor dos repasses, já que em 2017 a verba para esse fim havia sido de R$ 37 mil. Luiz Carlos Bandeira da Rosa observou que cada vez mais recaem responsabilidades sobre os ombros dos prefeitos e, em função disso, daqui a alguns anos talvez ninguém mais se interesse em concorrer ao cargo, tamanho será o desafio.

Outro projeto avalizado pelos vereadores é o nº 71/2018, que autoriza a Administração Municipal a contratar em caráter emergencial um médico para Estratégia de Saúde da Família pelo prazo de seis meses. A vaga já existia, mas a titular pediu demissão recentemente. O cargo paga um salário mensal bruto de R$ 15.696,50.

O vereador Gerson Roza, ao debater o projeto, comentou que a Secretaria Municipal da Saúde se viu obrigada a abrir novo processo seletivo para prover a vaga, porque não há mais ninguém já habilitado na espera por uma oportunidade.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

3 + 7 =

%d blogueiros gostam disto: