Palestras e coleta de PSA marcam o Novembro Azul na FSNH

Postado por Ari Schneider  /   novembro 23, 2018  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

O PSA tem sido eficiente e o mais relevante de todos os exames para o diagnóstico do câncer de próstata até os dias atuais

Mesmo com as constantes campanhas de prevenção e alerta para a realização dos exames que podem detectar o câncer de próstata em estágio inicial, muitos homens com idade a partir de 45 anos ainda relutam em fazer o rastreamento. E como o exemplo vem de casa, a Fundação de Saúde de Novo Hamburgo criou uma programação especial para os colaboradores: palestras e teste PSA (Prostate Specific Antigen).

Entre uma explicação e outra do urologista Marlon Fiorentini, enquanto as colaboradoras escutavam as orientações do médico, eles não se intimidaram. Um a um, coletou sangue para diagnóstico de doenças prostáticas. Para o diretor de Gestão Hospitalar, Brenno Rossini de Ales, que participou da abertura do ciclo de palestras, “o Novembro Azul é um movimento que mostra como é importante o homem cuidar da saúde”.

Para o doutor Fiorentini, o PSA tem sido eficiente e o mais relevante de todos os exames para o diagnóstico do câncer de próstata até os dias atuais. “O câncer de próstata é o tipo mais comum, atrás apenas do câncer de pele. O mais grave ainda é o de pulmão.” Disse que a tendência em breve – já há trabalhos e estudos sobre este tema – é que a ressonância seja incorporada como mais um exame de investigação nos próximos anos, antes da realização de biópsia. Além de explicações sobre prevenção, diagnósticos, ele também falou sobre tratamentos.

Na quarta-feira, dia 21, foi realizada a palestra “Alimentação na Prevenção do Câncer”, com o acadêmico de Nutrição, Roberto Bruxel. A apresentação aconteceu na sala de Treinamento, terceiro andar do Hospital Municipal de Novo Hamburgo. Na ocasião também haverá agendamento de coleta PSA. E na próxima semana, dia 28, está agendada a palestra com o oncologista Adalberto Broecker Neto, diretor da Oncologia Centenário, de São Leopoldo, e Oncosul, de Porto Alegre. Broecker Neto abordará, às 10h30, o tema “Radioterapia na Cura do Câncer de Próstata”. Na palestra ele explicará de que forma as novas tecnologias vem reduzindo os efeitos colaterais, como impotência e incontinência urinária.

Anualmente, o Brasil registra cerca de 68 mil novos casos e 13 mil mortes causadas pelo tumor. Falta de informação, preconceito e vergonha são algumas das razões que levam o público masculino a deixar de lado procedimentos simples, rápidos, indolores e fundamentais para identificar a doença em estágio inicial.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

1 × quatro =

%d blogueiros gostam disto: