Diego Martins anuncia que irá processar a RGE Sul por problemas na localidade de Sertão Capivara

Postado por Ari Schneider  /   novembro 23, 2018  /   Postado em @destaque-texto  /   Nenhum comentário

Segundo o vereador, o entendimento agora é de que apenas uma medida mais extrema poderá resultar em benefícios à população rural

Os frequentes problemas de abastecimento de energia elétrica no interior do município, especialmente a localidade de Sertão Capivara, motivam Diego Martins a mover uma ação civil pública contra a concessionária RGE Sul. Segundo ele, a judicialização é necessária porque a empresa não atende as reivindicações dos moradores e dos vereadores, apesar das várias reuniões já realizadas. A ação é em conjunto com o presidente do Legislativo, Kiko Hoff.

Durante a sessão da última segunda, dia 19, o parlamentar relatou as dificuldades pelas quais passam os moradores e os produtores agrícolas em relação à energia elétrica. Sempre que ocorrem quedas de postes e rompimentos de cabos, a comunidade fica vários dias às escuras. Sistemas de irrigação e de conservação de alimentos não funcionam e, com isso, causam sérios prejuízos aos agricultores.

Em sua explanação na tribuna, Diego lembrou que em 2015, ano em que exerceu a presidência do Legislativo, tomou atitude semelhante e funcionou. Diante da iminência de um processo judicial, a então AES Sul correu na frente e resolveu algumas demandas, pacificando a situação no momento.

Segundo o vereador, o entendimento agora é de que apenas uma medida mais extrema poderá resultar em benefícios à população rural. “Os call centers servem apenas para dar desculpas, pois as pessoas não conseguem resolver seus problemas. Agora cansamos e vamos ‘para o pau’, como se diz na gíria, porque essa é também uma prerrogativa de nosso mandato”, salienta.

Ao discursar na Tribuna da Câmara, o legislador disse estar preocupado com os cronogramas atrasados da Secretaria de Obras. Ele citou como exemplo um protocolo de 8 de agosto para remoção de entulhos no centro do município, mas até hoje nada foi resolvido.

Outra demanda a que o vereador se referiu veio do Rincão do Cascalho, na rua Curumim. Um morador relatou que canos que passam pelo pátio dele estouraram e ninguém da Prefeitura apareceu para realizar o serviço. “O cidadão me disse que ia concretar o buraco no dia seguinte caso ninguém das Obras fosse lá olhar”, alertou.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

5 − 4 =

%d blogueiros gostam disto: