Alunos de Estância Velha apresentam projeto contra enchentes

Postado por Ari Schneider  /   outubro 19, 2018  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

Estudantes do CLAK estão credenciados a apresentar a ideia na Feira Internacional, em Lima, no Peru

Após o episódio envolvendo 12 garotos presos em uma caverna na Tailândia devido a uma enchente repentina, um grupo de alunos do Colégio Luterano Arthur Konrath, resolveu inovar para que outras pessoas não passem pela mesma situação. Criaram o AGI, que é um sensor pluviométrico, responsável por emitir sinais em caso de enchente. Os alunos Arthur Martins de Castro, Gilson Holfmann Junior e Izadora Letícia Dedoja Holfmann, sob orientação do mestre Jair Carlos Muller, visitaram a prefeita Ivete Grade, em seu gabinete, na semana passada e apresentaram o projeto.

O AGI – sensor pluviométrico, posicionado nas bombas de captação dos rios, em caso de chuva, à medida que o rio elevar seu nível de água, emite alertas para avisar qual a situação do rio e quais são as áreas de risco para moradores próximos. No futuro, a equipe deve desenvolver um aplicativo para smartphone, que conectado ao sistema, alertará de forma instantânea os habitantes de determinadas áreas.

Até esta fase do projeto, os alunos trabalharam com recursos próprios, devido ao baixo investimento necessário. Porém, a partir de agora, necessitam de apoio financeiro, pois estão credenciados a apresentar esta ideia na Feira Internacional, em Lima, no Peru. O credenciamento para o evento veio após três prêmios. Terceiro lugar no Colégio Sinodal em Novo Hamburgo, segunda colocação na MOSTRACLAK do Colégio Luterano Arthur Konrath e o segundo lugar na Feira Regional de Iniciação Científica do Colégio Luterano Concórdia (FEICICC), em São Leopoldo.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

18 + dezoito =

%d blogueiros gostam disto: