EDISON RAUPP QUER SER DEPUTADO ESTADUAL

Postado por Ari Schneider  /   setembro 21, 2018  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

Jornal RS recebeu a visita e entrevistou o candidato do PMB

Nesta semana, o Jornal RS recebeu a visita de Edison Raupp, candidato a deputado estadual pelo Partido da Mulher Brasileira, o PMB. Morador de São Leopoldo, Edison Raupp tem 57 anos e tenta ingressar na vida pública pela primeira vez. Conheça um pouco mais sobre o candidato:

Quem é Edison Raupp e por que o eleitor deve lhe confiar o seu voto?

“Na verdade eu não sou político. Eu sempre costumo enfatizar isso nas minhas publicidades. E a minha linguagem também não é política. Eu não prometo nada, não estou rodando o estado apresentando propostas absurdas. Eu sou formado em Teologia, sou acadêmico de Nutrição e trabalho em prol de pessoas. Meu objetivo é pessoas. E isso é um desafio. A política está tão desacreditada, tão desabilitada com relação ao povo, que nós acharmos um partido pequeno, sem verbas partidárias para que pudéssemos correr e que pudéssemos fazer alguma diferença dentro desse partido foi muito difícil. Então nós entramos no Partido da Mulher Brasileira, um partido novo, um partido sem corrupção, porque a gente têm um nome a zelar. Eu creio que a população já está ‘à deriva’ com relação à política. Nós estamos entrando para fazer alguma diferença. Então eu fiz uma parceria no PMB, com o Gilberto Utzig, mais conhecido como Cavaleiro da Esperança, que também nunca participou da política, nunca concorremos a nada, mas este cidadão fez um bem muito grande para a população de São Luiz Gonzaga. Quando o hospital de lá não tinha mais recursos financeiros, ele foi buscar verbas em Brasília. Foi a cavalo, de São Luiz Gonzaga à Brasília. Cavalgou por cem dias, passando diversas dificuldades. Isso teve uma repercussão muito grande e, chegando lá, conseguiu uma verba de R$ 23 milhões em emendas parlamentares para o hospital. Isso é um diferencial. Nós não prometemos nada, não estamos carregando grandes discursos. Queremos fazer a diferença.”

Tu estas se formando e Nutrição. O teu principal foco de atuação será na área da saúde?

“Um dos meus focos principais, é a família. Até coloco no meu material de campanha que eu quero a preservação da família. Papai, mamãe e filhos. Essa é a minha linha para que a gente possa manter uma estabilidade emocional na nossa sociedade. Outro foco que a gente prima bastante é mesmo na saúde. E é na saúde preventiva. Porque não adiante fazer uma saúde de medicação, de terapias, sem que haja uma saúde preventiva. Orientação das pessoas na questão alimentar, no estilo de vida adequado. Esse será um dos foco importantes. E também na área da segurança, onde a gente quer dar mais inteligência para nossos especialistas da área, que possa fazer a diferença. E que nossas polícias sejam mais armadas. Esses são nossos focos: família, saúde e segurança.”

Como está funcionando a tua campanha?

“Eu sou membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia e estamos correndo por todo o estado, visitando as congregações. Já estive em mais de duzentos municípios, acompanhado do Cavaleiro. Como ele tem o foco no tradicionalismo, estivemos em muitos CTGs e rodeios. Mas nós recusamos o fundo partidário, temos apenas um amigo ou outro que possa estar nos ajudando de alguma forma, por livre e espontânea vontade. Estamos indo no peito e na coragem, com uma campanha bastante pobre, com muitas dificuldades, imprimindo nosso próprio material, pousando na casa de conhecidos no interior. Estamos coligados com outros partidos, mas não estamos recebendo nenhuma verba.”

Qual o teu comprometimento com a população caso tu seja eleito?

“Eu ajudei muitos políticos a se elegerem. E eu percebo que as pessoas, muitas vezes, esquecem dos seus apoiadores e dos seus eleitores. Uma das coisas que eu quero é ter um gabinete aberto para o diálogo, para aqueles que chegarem sejam recepcionados muito bem, recebendo as demandas, com uma equipe para ouvir e atender a população. Queremos estar nas ruas, visitando as igrejas, os rodeios, atingindo todo o público que estamos nos apresentando. Não vou fazer como muitos que só aparecem para pedir o voto. Quero ter uma relação com meu eleito e também como aquele que não votou em mim, mas que também merece todo meu apoio e trabalho. Quero fazer diferente. Não faço promessas. Eu me comprometo com as pessoas, de ouvir suas necessidades e reivindicações, procurando atende-las. Quero ser verdadeiramente um representando do povo.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

quatro × 4 =

%d blogueiros gostam disto: