Combate ao borrachudo se intensifica em Estância Velha

Postado por Ari Schneider  /   setembro 21, 2018  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

O ciclo de vida do mosquito é de apenas 15 dias, mas uma fêmea pode botar até 2500 ovos

O frio intenso passou, mas parece que não foi suficiente para diminuir a quantidade dos mosquitos borrachudos em Estância Velha. Por isto, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Preservação Ecológica segue com o combate à proliferação deste mosquito. O serviço está sendo feito em todos os arroios da cidade em conjunto com 26 famílias voluntárias de agricultores.

Durante a manhã da quarta-feira, dia 19, o chefe do Departamento Municipal de Agricultura, Adenir Basso; o secretário da Semape, Edenilson Klaus, e a prefeita Ivete Grade, visitaram dois agricultores estancienses, acompanhando a aplicação do larvicida (substância usada para destruir larvas do borrachudo).

Para os agricultores Milton Enweilel e Enio Metz, o trabalho com a Semape está sendo ótimo. Enweilel contou que a ajuda é para o próprio bem dos agricultores. Metz cuida sozinho das terras e ele mesmo fabrica o veneno que aplica no arroio. “Tem dias que o borrachudo está demais e nós devemos fazer nossa parte”, ressaltou.

Klaus lembrou da importância de dar continuidade na parceria entre a Semape, Departamento de Agricultura e munícipes. “Assim conquistamos resultados amplos e positivos. É uma grande colaboração e empenho da nossa comunidade no combate ao mosquito borrachudo”, concluiu.

Já a prefeita Ivete Grade destacou que somente Estância Velha faz esta prevenção do mosquito. “O controle sistemático no combate a proliferação do borrachudo reverte diretamente na qualidade de vida dos moradores. É muito bom sabermos que a comunidade, tanto agrícola, quanto urbana, está engajada na aplicação do larvicida nos arroios”, finalizou.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

6 + dezessete =

%d blogueiros gostam disto: