Vacinação contra paralisia infantil e sarampo começa na segunda-feira

Postado por Ari Schneider  /   agosto 03, 2018  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

O público alvo são crianças de com mais de 1 e menos de 5 anos

Na próxima segunda-feira, 6 de agosto, terá início a campanha de vacinação contra paralisia infantil (poliomielite) e sarampo em Estância Velha. A campanha durará até o final de agosto em todas as unidades de saúde da cidade. O horário de atendimento será das 8h às 16h30. É indispensável levar a caderneta de vacinação para a verificação, atualização e aplicação de todas as vacinas. No sábado, 18, será feito o dia D de vacinação. Neste dia todas as unidades estarão abertas das 8h às 17h.

A meta é vacinar, no mínimo, 95% das crianças. Estância Velha possui 2.253 crianças na faixa etária de 1 ano até 4 anos, 11 meses e 29 dias. Já os adultos que querem tomar a vacina contra o sarampo, devem atentar para o calendário específico do Ministério da Saúde. São considerados vacinados: pessoas de 12 meses a 29 anos que comprovem duas doses de vacina com componente sarampo/caxumba/rubéola (triviral), pessoas de 30 a 49 anos que comprovem uma dose de Tríplice Viral e profissionais de saúde, independente da idade, que apresentem duas doses de Tríplice Viral.

Por este motivo, é fundamental a apresentação da caderneta de vacinação. Caso a aplicação da vacina esteja comprovada nela, de acordo com a idade, a pessoa não precisará ser revacinada. A aplicação da vacina contra sarampo para as outras faixas etárias é oferecida diariamente durante o ano todo, em todas as salas de vacinas do Município.

O que são estas doenças?

A poliomielite ou paralisia infantil é uma doença infectocontagiosa viral aguda, identificada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. Atinge em geral os membros inferiores, de maneira assimétrica. Tem como principais características a flacidez muscular, com sensibilidade preservada, e a arreflexia no segmento atingido. A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral, por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral, por meio de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária compõem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus.

O sarampo é uma doença infecciosa exantemática aguda, transmissível e imensamente contagiosa, podendo desenvolver complicações e óbito, principalmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do surgimento do exantema até quatro dias após.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

vinte − 11 =

%d blogueiros gostam disto: