Câmara de Vereadores repudia congelamento dos honorários médicos pagos pelo IPE

Postado por Ari Schneider  /   julho 01, 2018  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

Moção aprovada pelo Legislativo de Novo Hamburgo critica a falta de diálogo da autarquia com o Sindicato Médico

Câmara repudia congelamento dos honorários médicos pagos pelo IPE
Crédito: Viccenzo Zang/CMNH

Os vereadores hamburguenses aprovaram por unanimidade moção apresentada por Raul Cassel (MDB) que manifesta repúdio ao Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul (IPE Saúde) pelo congelamento dos honorários médicos. O texto critica ainda a falta de diálogo junto ao Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), especialmente após a revisão legislativa de abril que reorganizou o Sistema IPE Saúde.

Cassel, que além de vereador também atua como clínico geral, acrescenta que os profissionais da área não recebem reajuste nos valores pagos pelo instituto há quase sete anos, mesmo com o órgão contabilizando um incremento de receita de 54% entre 2011 e 2016 (conforme dados levantados pelo Simers).

“Fiz essa moção para chamar atenção para o fato de que 12 mil pessoas em Novo Hamburgo usam o IPE Saúde e que devem gozar de seus plenos direitos aqui no Município”, disse, pedindo a aprovação da proposta.

O que é uma moção?
A Câmara se manifesta sobre determinados assuntos – aplaudindo ou repudiando ações, por exemplo – por meio de moções. Esses documentos são apreciados em votação única e, caso sejam aprovados, cópias são enviadas às pessoas envolvidas. Por exemplo, uma moção louvando a apresentação de um projeto determinado no Senado pode ser enviada ao autor da proposição e ao presidente daquela casa legislativa.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

quinze + três =

%d blogueiros gostam disto: