Prefeita de Estância Velha cobra Corsan sobre obras realizadas pela estatal

Postado por Ari Schneider  /   junho 18, 2018  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

Ivete Grade apontou à companhia estadual os transtornos causados por obras na cidade

A prefeita Ivete Grade foi recebida na manhã de quinta-feira (14), pelo diretor-presidente da Corsan, Flávio Ferreira Presser. A pauta da reunião foi a entrega ao presidente da estatal, de um relatório, com fotos, sobre os transtornos causados pelas obras da Corsan em toda a cidade.

O ofício relata problemas que, conforme o documento, poderiam ser facilmente amenizados por meio de ações eficientes e um olhar atento à comunidade. Além das fotografias com o registro das condições de trafegabilidade das vias durante e depois das obras, também exemplifica situações como valas abertas que não recebem nenhum tipo de material – como brita ou saibro -, e que acabam cedendo e criando obstáculos perigosos aos motoristas e pedestres durante o período de compactação.

Outro exemplo são os passeios públicos, obstruídos por materiais retirados das vias e que permanecem até trinta dias nos locais, obstruindo a passagem de moradores. Buracos e falta de sinalização também foram destacados. O documento ainda reforça que vários veículos estão sofrendo danos em função destes problemas.

Conforme o ofício, atualmente, os bairros Lago Azul, Lira e Bela Vista estão quase intransitáveis, e por isso consertos nas vias precisam ser refeitos, além de apontar que precisam ser adotadas as providências para impedir a oneração excessiva de demandas à municipalidade, que está abarrotada de justas reclamações da população, insatisfeita com estas situações.

Ivete destacou, durante a reunião, a justa reivindicação da comunidade. “Viemos até a superintendência para mostrar o que está sendo feito na nossa cidade e pedir que as medidas cabíveis possas ser tomadas”, disse a prefeita.

Presser ouviu as reivindicações da prefeita e recebeu o relatório de fotos junto com o ofício. Garantiu que será feito levantamento nas ruas e que as empresas responsáveis pela obra devem recompor as vias. “Algumas ruas estão numa situação lamentável. A empreiteira responsável pela obra precisa fazer o reparo destas ruas”, disse o diretor-presidente, enquanto solicitava a visita e relatório para ser repassado à empreiteira.

A agenda foi solicitada pela prefeita e pelo gerente local da Corsan, marco Prade, que também acompanhou a reunião. Estiveram presentes ainda o deputado Gabriel Souza, o advogado e Assessor de Diretoria de Expansão, Jonas Garcia Borba e o secretário municipal de Obras, Edson Rodrigues.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

quatro − dois =

%d blogueiros gostam disto: