Projeto Nutri Com Amor ganha espaço nas escolas municipais

Postado por Ari Schneider  /   março 12, 2018  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

Objetivo do projeto é melhorar a qualidade de vida através da educação alimentar e nutricional 

 

Fotos: Alunos aprendem se divertindo

Fazer os estudantes aprenderem sobre a importância da alimentação saudável e ainda transformá-los em disseminadores desse conhecimento com seus coleguinhas e com sua família. Esse é o objetivo que vem sendo alcançado com o Nutri Com Amor, um projeto desenvolvido pelo Setor de Nutrição da Secretaria de Educação e Cultura (Smec) de Campo Bom, implantado com estudantes no segundo semestre do ano passado. A ação é voltada para alunos do Ensino Fundamental que, através de encontros e oficinas realizadas nas escolas, desenvolvem uma receita nova a cada encontro e aprendem sobre o valor nutricional de cada ingrediente utilizado na receita. 

O projeto, que surgiu a partir dos diagnósticos com crianças que estavam acima do peso, tem sido aprovado pelos pais dos alunos. Para tanto, o primeiro encontro da oficina é sempre acompanhado dos pais, para que eles também possam conhecer melhor o projeto e dar continuidade em casa. A partir disso, as nutricionistas passam a ir à escola por quatro semanas seguidas, com um encontro semanal, para fortalecer a adaptação dessas orientações nutricionais. 

Segundo a titular da Smec, Simone Schneider, o objetivo do projeto é melhorar a qualidade de vida através da educação alimentar e nutricional, estimulando hábitos alimentares saudáveis, determinantes para a prevenção de doenças e recuperação da saúde dos indivíduos atendidos. 

Um exemplo disso foi a oficina realizada no final de fevereiro na escola Marcos Silvano, no Bairro Paulista, que reuniu 22 alunos. As crianças aprenderam a fazer pão de queijo com beterraba e todos puderam colocar as mãos na massa, para misturar os ingredientes e moldar os bolinhos que ficaram cor-de-rosa, fazendo a alegria das crianças. 

Atualmente o projeto é aplicado apenas para as crianças que tiveram uma avaliação nutricional indicando um sobrepeso, então a prioridade do projeto neste momento é atender as crianças que estão precisando desta orientação nutricional mais adequada. “A ideia é que futuramente o projeto possa estar em todas as escolas, com todas as crianças que queiram participar, independente da avaliação nutricional”, afirma Elaine Rodrigues, nutricionista da SmecOs próximos encontros do projeto devem acontecer nas escolas de turno integral do município.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

dez − nove =

%d blogueiros gostam disto: