Guarda Municipal desenvolve projetos de prevenção nas escolas

Postado por Ari Schneider  /   março 12, 2018  /   Postado em @destaque-foto  /   Nenhum comentário

Objetivo é prevenir o uso de drogas e a prática da violência  

 

Ulisses José da Silva é inspetor chefe da Guarda Municipal e está há 15 anos na instituição. Atualmente, encontra-se à frente do Departamento de Ensino onde desenvolve ações preventivas. Para Ulisses, é fundamental trabalhar as questões de segurança com adolescentes no âmbito escolar, como a prevenção de acidentes de trânsito, por exemplo. 

Na semana passada foi retomado o projeto da Escola Mais Segura, em parceria com a Secretaria Municipal da Educação. Existem três viaturas que cuidam especificamente do perímetro escolar em alguns pontos estratégicos da cidade. 

As escolas foram escolhidas através de uma ferramenta: o chamado Registro Online de Violência Escolar. A partir dos dados que as diretoras colocam neste programa é possível elencar as escolas com prioridade para o desenvolvimento do trabalho da Guarda Municipal. Além do trabalho da ronda, algumas escolas contam com guardas fixos. O número de escolas que possui este serviço gira em torno de 11. 

Durante o ano, a Guarda Municipal ainda executa palestras nas escolas, principalmente para os anos finais, trabalhando questões a respeito de violência, bullying e drogas. Elaine Luiza Schmitt, diretora da Guarda Municipal, explica que após a implantação destes projetos houve uma diminuição da violência escolar, a qual foi possível constatar através dos dados registrados na plataforma citada anteriormente. 

O intuito da Guarda Municipal é aumentar a abrangência destes projetos, já que as escolas geralmente atendidas são as que mais apresentam ocorrências desta natureza. No entanto, acredita-se que, mesmo as outras tendo um índice menor de registros, é importante que se desenvolva estes projetos como forma de prevenção. 

Uma das maiores batalhas que a Guarda Municipal tem dado atenção diz respeito ao uso de drogas por crianças cada vez mais prematuramente. “Quanto mais a gente trabalhar as crianças, quanto mais cedo for, menos crianças nós teremos no mundo das drogas. Quanto mais orientarmos a respeito de educação no trânsito, menos pessoas teremos envolvidas em acidentes”.  
 
O agente Adriano Saraiva, de 49 anos, trabalha na área de prevenção e explica que a cumplicidade e a proximidade das crianças com as autoridades fazem com que a relação e a compreensão dos deveres seja cada vez mais fácil. A Guarda é amiga da criança, é amiga da família. Eles nos têm como uma referência. Nós nos aproveitamos disso para passar o melhor que podemos para que eles levem isso adiante”, afirma. 

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

11 − seis =

%d blogueiros gostam disto: