Departamento de Trânsito promove levantamento de velocidade nas principais vias da cidade

Postado por Ari Schneider  /   janeiro 22, 2018  /   Postado em @destaque-texto, Geral  /   Nenhum comentário

Ação visa ainda conscientizar e orientar os motoristas sobre riscos do excesso de velocidade 

Com intuito de conscientizar, alertar e orientar os motoristas quanto ao excesso de velocidade nas vias do município, desde a quarta-feira, 17, o Departamento de Trânsito de Campo Bom está utilizando um radar móvel nas principais vias da cidade e que apresentam um maior índice de acidentes. A ideia é fazer uma análise destas vias para medir a velocidade praticada, afim de identificar possíveis modificações no trânsito para aumentar a segurança de motoristas e pedestres, como placas de velocidade e faixas elevadas. 

Segundo o titular do Departamento de Trânsito, Fabiano Feldes, enquanto este estudo estiver sendo feito, não serão emitidas multas. “Nesse período de testes, que ocorrerá nas próximas semanas, serão apenas analisados o fluxo das vias. Posteriormente ao estudo será instalado o radar de Reconhecimento de Caracteres Óptico (OCR), com a finalidade de identificar, veículos roubados, furtados, clonados, situações irregulares, IPVA, restrições, bem como o respeito ao limite de velocidade”, explica. Feldes destaca que o objetivo desse levantamento é inibir e reeducar os motoristas para que sejam respeitados os limites de velocidade “A maioria dos atropelamentos tem envolvimento direto com o excesso de velocidade, principalmente na zona urbana”, ressalta. 

Comunicação dos locais do Radar Móvel   

De acordo com a Lei Municipal nº 2.642/2004, de 21/05/2004, a Prefeitura fará a comunicação em jornal local e também no site, sobre as vias onde será utilizado o radar móvel, com decorrente punição dos infratores aos limites de velocidade estabelecidos. 

Sobre alertar a respeito dos pontos de fiscalização 

Uma prática que vem se tornando comum é o das pessoas receberem avisos sobre pontos de blitz pelo Whatsapp. Mas, o que muita gente não sabe, é que alertar sobre pontos de fiscalização é crime previsto no Código Penal e existe punição. Dentre os avisos irregulares, um dos mais comuns é quando um motorista usa faróis para indicar ao condutor que vem em sentido contrário sobre fiscalização policial, eletrônica ou interdições na pista. Mas hoje, as redes sociais se tornaram a principal ferramenta para esse tipo de irregularidade. “É importante destacar que quando você informa o ponto de blitz não está só informando às pessoas de bem, mas pode estar avisando alguém que está portando uma arma ilegal, drogas, conduzindo um veículo roubado, enfim, um criminoso”, explica Feldes. 

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

5 × quatro =

%d blogueiros gostam disto: