Câmara deve receber hoje a Lei de Diretrizes Orçamentárias

Postado por Ari Schneider  /   agosto 18, 2017  /   Postado em @destaque-texto, Geral  /   Nenhum comentário

Executivo pediu transferência da data, de terça-feira para sexta, alegando impossibilidade de elaborar os relatórios e planilhas

Na noite de terça-feira, 15 de agosto, a sessão da Câmara de Vereadores analisou a alteração da data de envio das Diretrizes Orçamentárias. O ofício 127/2017, de autoria do Executivo, solicitou alteração do dia de entrega, transferindo o envio dos documentos para esta sexta-feira, dia 18. A administração municipal alega impossibilidade do cumprimento do prazo, devido às demandas de elaboração dos relatórios e planilhas que compõem o Projeto de Lei. O ofício foi aprovado por unanimidade.

Tribuna Livre

O vereador Jorge Follmer (SD) abriu os trabalhos, falando sobre sua visita ao Bairro Progresso, junto ao secretário de Obras Vitório Santanna. Na ocasião, foi solicitada a limpeza de uma quadra pertencente à Prefeitura. “Tinha entulhos, galhos e nós pedimos para que isso fosse organizado, ajeitado, pois estava criando bichos e estava muito feio. Na praça, com o mato crescendo, as crianças não conseguiam mais brincar”, destacou. Jorge elogiou o trabalho de restauração do espaço, realizado pela administração.

A tribuna foi utilizada pela segunda fez pela vereadora Lori (DEM), que convidou a comunidade para o chá na Associação do Clube de Mães da São Lucas e pediu apoio para a entidade. “Naquela associação foram interrompidos os serviços, até que eles fizessem todo o trabalho de registro e regularização. Eles estão pedindo ajuda e colaboração para iniciarem os novos trabalhos e também conseguirem alugar o espaço”, pontuou. A parlamentar terminou elogiando a realização da Feira do Artesanato e da Agricultura. “Nossa agricultura traz uma grande arrecadação, que está ajudando Capela de Santana. Não precisamos sair para ir a outro lugar ou no shopping comprar alguma coisa, porque temos aqui. Precisamos valorizar o que é nosso”, salientou.

O vereador Dilceu Bicudo (PP) discursou sobre suas duas indicações. “Na Rua Sadi Cunha, com a Rua Paulino Machado, tá crítico, há uma erosão muito forte, está desbarrancando, quase chegando na estrada. Até agora não foi resolvido”, enfatizou. A outra indicação trata a respeito das receitas de medicação. “Para que os médicos consigam trabalhar com a lista popular e a lista do estado, porque, às vezes, falta e não bate com o estoque. Espero que seja resolvido”, ressalta o legislador progressista.

Gilberto Machado, o Tio Deio, (PP) reforçou o apelo para os cuidados com a cidade. “Quero pedir a cada morador que coloque suas lixeiras, coloquem os corredores na calçada, para que mantenham-se sempre em ordem e possamos colaborar com a cidade limpa”, afirmou. O vereador agradeceu ainda o trabalho dos servidores públicos.

O quinto vereador a falar foi o Tenente Leomar (DEM), que novamente destacou a necessidade de apoio às entidades locais. Num segundo momento, Leomar abordou o significado da palavra “vereador”, falou sobre o seu trabalho na Casa e criticou ações e obras realizadas pelo Executivo. “Verear significa zelar pelo bem do Município. Como alguém que vereia, não posso me calar diante de algumas irresponsabilidades que têm ocorrido na gestão dos recursos públicos do nosso município”, ponderou.

Jovelino Dandolini (PP) usou a tribuna para citar a sua indicação, acerca das paradas de ônibus da região. “Percebo nas nossas paradas o descaso, de certa forma, vendo que os ocupantes não sabem onde pegar os ônibus e os motoristas não sabem onde parar o veículo. Um dia a parada é aqui, outro dia é lá embaixo”. O parlamentar relatou diversos problemas no transporte coletivo da cidade, pedindo melhor sinalização. “Trago essa indicação para que o município comece a viabilizar essas coisas simples, que não são difíceis de fazer. Temos que colocar a ordem e o respeito que tanto os motoristas como os pedestres merecem”, concluiu.

O presidente da Casa, Leonel da Rosa (PP), encerrou os discursos, abordando o trabalho do Executivo e do Legislativo capelense em relação à limpeza da cidade. “Em alguns lugares já passaram o caminhão e a máquina, recolhendo galhos e entulhos. E a gente felicita o Prefeito Municipal (Alfredo Machado), que demorou um tempo, mas teve habilidade, mesmo sem recursos financeiros, licitou uma empresa para fazer o trabalho e as melhorias dentro do nosso município”, apontou. Leonel ainda reforçou o pedido para que a comunidade cuide com o descarte dos resíduos de podas. Ao final, o vereador também manifestou apoio às associações locais. “Temos que lutar para que todas sejam assistidas”, finalizou o presidente, lembrando da necessidade de documentação para regularização das entidades.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

1 + quatro =