Claudio Brito recebe título de cidadão leopoldense

Postado por Ari Schneider  /   julho 14, 2017  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

Ex-professor, o homenageado também foi exaltado pelos ex-alunos, atuais vereadores no município

Na noite de segunda-feira, dia 10, a bancada do PDT, através do vereador Fabiano Haubert, concedeu o título de Cidadão Leopoldense ao professor, jornalista, radialista, promotor aposentado e carnavalesco, Cláudio Brito. “Espero que daqui alguns anos nossos filhos passem adiante o aprendizado que tiveram conosco, como pais”, disse Haubert. O homenageado se emocionou diversas vezes durante a sessão, que contou com diversas entidades, entre elas a Maçonaria, da qual Brito tem enorme apreço. “Nasci para São Leopoldo em 1985, quando iniciei minha caminhada na Loja Maçônica Inconfidência, localizada na Avenida João Correa”, ressaltou.  A presidente da OAB São Leopoldo, Rita Pavoni, destacou a importância de ter em São Leopoldo um promotor aposentado de tamanho apreço.

Primeira vereadora a fazer uso da palavra para homenagear Cláudio Brito, a líder da bancada do PDT, Iara Cardoso, fez questão de saudá-lo como ex-aluna do curso de Direito da Unisinos. ‘‘Falo aqui em nome de todos os estudantes do curso de Direito. No passado fizemos uma homenagem ao delegado Heliomar Franco, que se tornou candidato a vice-prefeito, e, quem

 

sabe, o Claudio Brito não segue o mesmo caminho’’, brincou. O presidente do PDT leopoldense, Ary Moura, destacou a homenagem e lembrou Cláudio Brito como seu professor na Unisinos. ‘‘Aprendi muito com os seus ensinamentos. Hoje, ao ver o público prestigiando a sessão, entendi o que seu nome representa para São Leopoldo. Parabéns, e que seja feliz em ser um novo Capilé’’, finalizou.

Cláudio Brito nasceu em Porto Alegre, mas é morador de São Leopoldo há 32 anos “Em minha atividade como promotor, recusei promoções para permanecer na cidade e não me arrependo de me dizer capilé de coração”, declarou o homenageado. Brito foi professor da Unisinos e paraninfo de diversas turmas do curso de direito, é comentarista da rádio e televisão na programação do grupo RBS. Um verdadeiro entusiasta do carnaval, afirmou que São Leopoldo fez bonito com o chamado “Carnaval da resistência”, feito fora de época e sem recursos públicos.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

quatro + 3 =

%d blogueiros gostam disto: