Campo Bom – Proposta de regulamentação de transportes por aplicativos é rejeitada

Postado por Ari Schneider  /   Março 25, 2017  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

Requerimento recebeu apenas votos favoráveis dos autores da proposta

A sessão ordinária do Legislativo Campo-Bonense da noite de Segunda Feira 20, contou com a apreciação de projetos de lei, requerimentos e apresentações de indicações dos vereadores ao Executivo.
Apresentado pelos vereadores peemedebistas, João Paulo e Paulo Tigre, foi reprovado por sete votos contrários e uma ausência o requerimento com sugestão de projeto de lei que estabelece normas para exploração de transporte de passageiros por intermédio de aplicativos tecnológicos. Apenas os vereadores autores da matéria votaram de forma favorável.
Os demais requerimentos apresentados pelos parlamentares na sessão foram aprovados pelos parlamentares. As propostas solicitam melhorias em pontos da cidade, construção de centro comunitário, reforço no policiamento e fiscalização de trânsito, além de sugestão do vereador Jerri Moraes (PMDB) para eliminar arrecadação em espécie no caixa do Centro Administrativo. Todos as aprovações ocorreram por unanimidade.
Também foi unanimemente aprovado o Pedido de Informação do presidente Max de Souza (PMDB) endereçado ao Executivo e que apresenta questionamentos referentes aos valores arrecadados nos leilões realizados pelo Município no período de entre 2013 a 2016.
Ordem do Dia
Quatro projetos de lei, dois enviados pelo Executivo e dois apresentados por vereadores, foram analisados pelos parlamentares na Ordem do Dia. De autoria do Executivo, foram aprovadas as matérias que autorizam a realização de campanha de trocas de notas fiscais para incentivo do comércio na cidade e de convênio com a APAE onde poderão ser repassados à associação um total de até R$ 386.634,13.
O vereador Max de Souza recebeu a aprovação no Projeto de Lei intitulado “Nasce Uma Vida, Planta-se Uma Árvore”. A proposta do presidente do Legislativo prevê que a cada nascimento no Hospital Lauro Reus, a família receba uma árvore fornecida pelo Horto Municipal à casa de saúde e que a mesma seja plantada no território municipal. “Além da preservação e conscientização ambiental, essa proposta prevê também que possamos amenizar o clima rigoroso de altas temperaturas que enfrentamos na cidade”, justificou Max.
Apresentado pelo vereador Tiago Souza, foi aprovada a instituição da Semana Municipal do Hip-Hop, a ser realizada anualmente na segunda semana do maio. A proposta prevê ainda que as atividades passem a integrar o calendário oficial de eventos do município.
Os quatro projetos foram receberam votação favorável de todos os parlamentares.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

12 − seis =

%d blogueiros gostam disto: