Entrevista com o General da Reserva Roberto Junthon Secretario de Segurança de Novo Hamburgo

Postado por Ari Schneider  /   fevereiro 26, 2017  /   Postado em Geral  /   Nenhum comentário

Secretário de Segurança publica Roberto Jungthon esteve na sala de redação da Rádio Aurora FM 87.9 na segunda feira 19.
Roberto Jungthon foi General do Exército comandou a 18ºbrigada de infantaria de fronteira. Chefiou o Estado maior do Exército Brasileiro. Comandou três divisões. É formado em Doutor Ciências Militares pela escola de comando maior do Exército e entre outros…
Passou para a reserva no dia 31 de julho de 2016 mais a norma ainda autorizavam a permanência do General por um tempo mais longo para que assim ele pudesse fazer a passagem de serviço. Jungthon estava no Rio de Janeiro quando entrou na reserva fez residência aqui em Novo Hamburgo.
Roberto, conta Como surgiu o convite de assumir a Secretária de Segurança Pública de Novo Hamburgo? Ele falou na sua entrevista que estava em fase de aclimatação depois de um tempo de atividades, estava se organizando para a partir de 2017 se aventurar para alguma atividade acadêmica. Quando lá por Dezembro DE 2016 a Prefeita Eleita de Novo Hamburgo, Fátima Dautch, entrou em contato com ele perguntando se ele se despunha de alguns minutos pra conversar, ele gentilmente concordou , ambos então conversaram. Aí então surgiu o convite para o General da reserva Roberto Jungthon chefiar a pasta da segurança.
O General falou que estava pensando em gozar algum tipo de descanso, mas refletindo sobre o convite da prefeita Fátima, aceitou o desafio. Segundo Roberto, ele ainda acredita que tem algum vigor, alguma energia e disposição para enfrentar este desafio e que é de todos nós.
“A Segurança não é assunto para poucos ao contrário atinge a todos nós cidadãos”
Neste sentido, ele se sentiu honrado da possibilidade de institualmente também atuar na área. Depois de chefiar o Estado maior do Exército Brasileiro, e exercer um cargo de comandante da 18º Brigada de infantaria de fronteira, a gora vai chefiar a pasta da segurança de Novo Hamburgo, e o que muda? Roberto disse; O que muda é a missão, pois ela é totalmente diferente. Nas fronteiras eles tinham uma atividade intensa de patrulhamento, e que chegaram até capturar alguns ilícitos transacional. Nós estávamos mais voltados para o planejamento estratégico para a avaliações das ações para o monitoramento de tudo o que acontece nestas áreas.
Agora nossa secretaria tem sim, um papel estratégico. Aguarda Municipal está no nível executivo. Qual é o papel da guarda? A guarda Municipal é aquela que vai pra rua que é vista pelo cidadão que atua preventivamente e que inibe as ocorrências de crimes e de violências.
Governança e gestão este é um tema que precisa ser debruçado para conduzir adequadamente as ações na ponta da língua.
Prevenção e inibição da criminalidade e da violência é preciso que ela ocorra efetivamente no curto, médio e longo prazo, dispor de um planejamento tal que nos possibilita para manter o esforço continuo das ações sem turbulência ao longo deste período.
Para isso ocorrer nos temos que nos estruturar na secretaria e na própria guarda municipal, com métodos modernos e adequados para o enfrentamento da violência e da criminalidade, e estas duas palavrinhas caracterizam bem este nosso propósito.
Tratamento da questão nível estratégico e no nível operativo e também governança e gestão.
Outro tema que podemos desenvolver um conceito que é bastante próprio é a questão das parcerias. Estas integrações entre os atores que frequentam a cena da segurança elas já existem. Nós temos vários exemplos aqui no município. A Brigada Militar, Policia Civil, Guarda municipal, que atuam em conjunto. Outras parcerias no sentido de agregar neste rol de organizações vocacionadas, instituições vocacionadas para segurança pública. Entidade que também soma forças é aqui destacada É o Movimento Paz Novo Hamburgo.
Um terceiro e último ponto é a tecnologia e inovação. Tecnologia para que ele passa atuar com propriedade selecionando bem o local dentro da abordagem e otimizando a sua presença no terreno. A continuidade das ações a permanência da atuações um policiamento no curto, médio, longo prazo de tal sorte debilitar estas organizações criminosas, ou seja de uma maneira estratégica procurando colocar os agentes vocacionados direcionados para determinar período, tempo, local, tipo de violência criminalidade e manter este esforço continuo até a redução que temos naquele local deste tipo de delinquência.
O secretário não está só, a secretaria de segurança não está só a prefeitura não está só. É sabia a frase da constituição quando diz ela; “A segurança é dever do Estado, mas é responsabilidade de todos nós”. Todos nós cidadãos podemos contribuir para a segurança pública. Esta é uma primeira visão que desejo implementar, estruturar desta sorte que nós possamos captar estas forças dos cidadãos tem no sentido de contribuir para a segurança. Hoje temos celulares com dispositivos de Internet, Computadores, redes sociais, etc. e está é uma maneira bem simples pelo qual a população pode participar. Nossa proposta no sentido de participação é esta; Organizando estas forças que estão dispersas de sorte que nós possamos dispor destas energias desta vontade desta contribuição que todos sentem e desejam oferecer de forma organizada.

Postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

dezenove − quatro =

%d blogueiros gostam disto: